Info

CDU/Porto pede que requalificação do bairro do Lagarteiro seja finalizada

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Porto, 19 mai (Lusa) -- O candidato da CDU à Câmara Municipal do Porto, Pedro Carvalho, exigiu hoje que a requalificação do bairro do Lagarteiro seja terminada, considerando "inadmissível" que 40% do projeto esteja por completar.

Em comunicado enviado após visita ao bairro situado na zona de Campanhã, a Coligação Democrática Unitária (CDU) recordou que "a suspensão de maio do ano passado deixou por requalificar cinco dos 13 blocos do bairro, uma situação injustificável e discriminatória para os moradores do Lagarteiro", que, acrescenta, viram as suas rendas aumentadas "substancialmente".

Por esse motivo, Pedro Carvalho vai levar a situação do Lagarteiro à próxima reunião da Câmara Municipal do Porto e o deputado Honório Novo vai questionar o Governo na Assembleia da República.

"A CDU alerta, que não obstante de exigir que o IHRU [Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana] cumpra todos os compromissos assumidos com o município do Porto, os moradores não podem ser prejudicados, devendo a requalificação avançar, lembrando a margem existente a nível orçamental", referindo-se a um saldo de gestão de 16,4 milhões de euros e a 10 milhões de encaixe relativos à "redução do capital social da Águas do Porto".

A CDU acusa, ainda, o Governo -- através do IHRU - de se "desresponsabilizar no âmbito dos bairros da sua propriedade", mas também no caso dos protocolos existentes para com a autarquia, exemplificando com os bairros de S. Tomé e do Lagarteiro.

TDI // NS

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Explosão de etanol em escola superior de Ponte de Lima faz dois feridos graves

Duas funcionárias de 52 e 53 anos ficaram hoje feridas com gravidade na sequência da explosão de etanol de um equipamento que aquecia refeições, na Escola Superior Agrária (ESA), em Ponte de Lima, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Marta Temido diz que "entidades do setor não lucrativo poderão ser envolvidas nos testes"

A ministra da Saúde, Marta Temido, avançou hoje que está a ser estudada a possibilidade de envolver “outras entidades do setor não lucrativo” para que seja possível dar resposta à procura de testes comparticipados de covid-19.

Maquinistas da Metro Porto em greve devido a "impasse de negociações"

Os maquinistas da Metro Porto encontram-se durante esta sexta-feira em greve e, segundo declarações do dirigente do sindicato dos maquinistas, Hélder Silva, ao Porto Canal, disse que esta greve "deve-se ao impasse de negociações com a subconcessionária da Metro Porto" explicando que "já andam em negociações há mais de um ano, mas sem evoluções". Hélder Silva referiu ainda que a greve "está com 100% de adesão" e sem "serviços mínimos".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS