Menino de 6 anos com teste positivo morreu no domingo no Hospital Santa Maria

Menino de 6 anos com teste positivo morreu no domingo no Hospital Santa Maria
| País
Porto Canal com Lusa

Um menino de 6 anos com teste positivo para Sars-CoV-2 morreu no domingo no Hospital Santa Maria, anunciou hoje o Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), referindo que as causas da morte estão a ser analisadas.

O centro hospitalar afirma em comunicado que a criança deu entrada no Hospital de Santa Maria no sábado com “um quadro de paragem cardiorrespiratória”.

“A criança tinha a primeira dose da vacina contra a covid-19, tendo o CHULN notificado o caso ao Infarmed e à Direção-Geral da Saúde”, refere o comunicado.

Segundo os dados da DGS, desde o inicio da pandemia, morreram três crianças entre os 0 e os 9 anos.

Dados avançados à Lusa pelo CHULN adiantam que, no domingo, estavam internados 100 doentes com covid-19, 15 dos quais em cuidados intensivos.

Uma fonte do centro hospitalar disse que foi hoje aberta uma nova enfermaria para covid-19.

No total, o CHULN tem agora seis enfermarias covid-19, cada uma com cerca de 20 camas, ou seja, perto de 120 camas de enfermaria e mais 19 de cuidados intensivos.

+ notícias: País

Mais de 70% dos emigrantes querem regressar a Portugal

Mais de 70% dos portugueses residentes no estrangeiro querem regressar a Portugal, a médio ou longo prazo, e 73% já investiram ou consideram como provável investir no seu país, segundo um inquérito da Sedes divulgado hoje.

Temperaturas sobem a partir de 4.ª e podem atingir 40 graus em algumas regiões

As temperaturas vão subir a partir de quarta-feira em Portugal continental, podendo atingir os 40 graus Celsius na quinta-feira em algumas regiões, levando a um aumento significativo do perigo de incêndio rural, Segundo o IPMA.

TAP: "Reconhecemos que não estamos a oferecer serviço de excelência"

Christine Ourmières-Widener, presidente executiva da TAP, reconheceu, esta segunda-feira, que a companhia aérea não "está a oferecer o serviço de excelência" que planeou, face à crise que o transporte aéreo atravessa e que "este fim de semana não foi fácil para a TAP devido a constrangimentos vários".