Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Ucrânia: Presidente Zelensky propõe reunião tripartida com homólogos da Rússia e EUA

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Washington, 14 jan 2022 (Lusa) - O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, propôs uma reunião a três com os seus homólogos norte-americano e russo, para procurar uma solução para a crise na fronteira entre a Ucrânia e a Rússia, anunciou hoje um conselheiro próximo.

"O Presidente Zelensky propôs ao Presidente [norte-americano, Joe] Biden, e pensamos que pode ser feito, organizar uma reunião trilateral, talvez por videoconferência, entre o Presidente Biden, o Presidente Zelensky e o Presidente Putin", disse o membro do gabinete presidencial ucraniano Andriy Iermak, num evento organizado pelo 'think tank' norte-americano Atlantic Council.

"Ainda estamos à espera da resposta do lado russo, mas os nossos parceiros americanos acolheram com algum interesse a nossa proposta", disse.

"Penso que esta é uma posição proativa, que envolve a Ucrânia na negociação. Se é uma questão de discutir a arquitetura de segurança na Europa, é necessário envolver a Ucrânia", afirmou conselheiro.

O chefe de Estado ucraniano já tinha proposto terça-feira uma cimeira quadripartida com Moscovo, Paris e Berlim para "pôr fim ao conflito" com os separatistas pró-russos no leste do seu país.

Uma série de reuniões de alto nível esta semana entre o Ocidente e os russos não descartaram, nesta fase, o risco de um novo conflito na Ucrânia.

As conversações decorreram num momento em que cerca de 100.000 tropas russas permanecem concentradas perto da fronteira com a Ucrânia, segundo responsáveis ocidentais.

Esta movimentação militar suscitou preocupações em Kiev e no Ocidente sobre os eventuais preparativos para uma invasão.

Moscovo tem negado estar a ponderar uma invasão e por sua vez acusa o Ocidente de ameaçar a sua segurança ao posicionar tropas e equipamento militar na Europa central e de leste.

ANP // PDF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Putin ameaça com ataques "relâmpago" em caso de intromissão estrangeira

O Presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou hoje que responderá com um ataque "relâmpago" a qualquer ingerência estrangeira na Ucrânia, onde está há dois meses em curso uma guerra desencadeada pela invasão do exército russo.

Pelo menos nove civis mortos por bombardeamentos russos no leste e sul da Ucrânia

Pelo menos nove civis morreram hoje na sequência de bombardeamentos do exército russo no leste e sul da Ucrânia, anunciaram as autoridades locais. De acordo com informações do governador da região de Lugansk (leste da Ucrânia), Sergey Gadai, três civis morreram debaixo de escombros de um prédio atingido por um bombardeamento na cidade de Popasna, para onde tinham fugido a fim de, segundo a mesma fonte, "se proteger de mísseis russos".

Um outro bombardeamento, que atingiu a cidade de Kharkiv (também no leste), a segunda maior da Ucrânia, matou três pessoas e deixou sete feridas, duas delas com gravidade, anunciou o governador regional, Oleg Synegoubov, apelando aos moradores para terem "muito cuidado e, se possível, não saírem dos abrigos".

Outros dois civis foram mortos e seis ficaram feridos na região de Donetsk, segundo o governador, Pavlo Kyrylenko.

Rússia deixa de fornecer eletricidade à Finlândia a partir de sábado

Helsínquia, 13 mai 2022 (Lusa) -- A Rússia vai suspender as entregas de eletricidade para a Finlândia a partir de sábado, devido a contas não pagas, anunciou hoje o fornecedor RAO Nordic Oy, que detém a empresa russa InterRAO.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.