Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: Declarações provisórias de isolamento simplificadas

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 06 jan 2022 (Lusa) -- As declarações provisórias de isolamento profilático para pessoas infetadas com o vírus SARS-CoV-2 sem sintomas ou com doença ligeira e contactos de alto risco passam a ser emitidas com recurso a mecanismos automatizados, foi hoje aprovado pelo Governo.

"Foi aprovado o decreto-lei que altera as medidas no âmbito da pandemia da doença covid-19, visando agilizar os procedimentos aplicáveis nas situações de períodos de isolamento no que respeita a pessoas infetadas, mas assintomáticas ou com doença ligeira, ou pessoas que constituem contactos de alto risco, cuja redução foi determinada pela Direção-Geral da Saúde para sete dias", refere o comunicado de Conselho de Ministros.

Para tal, refere a nota, torna-se "necessário proceder à substituição da declaração provisória de isolamento profilático, até agora emitida somente na sequência de contacto com o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (SNS24), por uma declaração provisória de isolamento que possa ser emitida por recurso a mecanismos automatizados e seja aplicável tanto a situações de isolamento profilático como a situações de isolamento".

A nova norma da DGS estabelece que ficam em isolamento as pessoas que testem positivo e os coabitantes, passando a ficar isentas de quarentena os cidadãos com dose de reforço da vacina.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, referiu ainda que, por efeito da nova norma da DGS, desde quarta-feira, "267.315 pessoas que estavam em situação de isolamento viram a seu isolamento terminado ou reduzido".

A covid-19 provocou 5.456.207 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.054 pessoas e foram contabilizados 1.539.050 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em diversos países.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

CMP // HB

Lusa/fim

+ notícias: Política

Ministro do Ambiente alerta para ações que acarretam risco para incêndio e valoriza trabalho realizado pelos sapadores florestais

O Ministro do Ambiente e Ação Climática, Duarte Cordeiro, alertou na manhã desta sexta-feira, em declarações ao Porto Canal, para as ações que acarretam risco de incêndio num momento onde exige que toda a população tenha maiores cuidados. Além disso, Duarte Cordeiro não deixou passar em branco todo o trabalho feito pelos sapadores florestais num dia em que se encontrou, numa visita a Caminha, com os trabalhadores que combatem diariamente na prevenção e controlo de incêndios.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras