Covid-19: Delegada de saúde de Ansião pede paciência porque profissionais estão "sem mãos a medir"

| País
Porto Canal com Lusa

Ansião, Leiria, 04 jan 2022 (Lusa) -- A delegada de saúde de Ansião, no distrito de Leiria, alertou que os profissionais de saúde estão "sem mãos a medir" face ao "muito elevado número de casos de covid-19" no concelho e pediu paciência aos utentes.

"Atendendo ao muito elevado número de casos de covid-19 com que estamos confrontados e à previsão de persistência desta situação nas próximas semanas, sendo os limitados meios de resposta que tínhamos os mesmos de que dispomos, apelo à sua paciência para com a Unidade de Saúde Pública de Ansião e do Pinhal Interior Norte, e também com os profissionais de saúde das outras unidades do Centro de Saúde de Ansião, sem mãos a medir, já antes assoberbados de trabalho", referiu, em comunicado dirigido aos utentes.

O documento, assinado pela delegada de saúde de Ansião, Natércia Veloso, pediu às pessoas que fiquem em casa se tiverem testado positivo ao novo coronavírus ou se forem contacto de risco, devendo ligar para a Linha SNS 24.

"Embora seja grande a evidência da menor gravidade da covid-19 na variante do vírus SARS-CoV-2 que está em circulação para quem está vacinado, a resposta à pandemia tem de ser a de dar prioridade à deteção de casos graves de covid-19, sem podermos descurar os casos graves de outras doenças", adiantou no comunicado, divulgado pela Câmara de Ansião no seu sítio na Internet e na rede social Facebook.

Natércia Veloso explicou que situações como a falta de ar, dispneia, hipoxemia ou cefaleias, febre, prostração e diarreia, que não cedem à medicação, terão de ser avaliadas, "especialmente nas pessoas suscetíveis ou idosas e nos não vacinados".

A delegada de saúde pediu para que se "ligue para a Linha SNS24 (808242424)" ou para o médico de família/centro de saúde "e para o 112, nas situações de urgência".

"A nossa prioridade terá que ser dada à comunicação e avaliação dos casos de covid-19 (sendo só para esta tarefa os meios muito exíguos)", destacou, explicando que "os contactos de caso serão abordados quando e assim que possível".

Segundo Natércia Veloso, os funcionários de estruturas residenciais para pessoas idosas ou outras instituições "não devem deixar de alertar para essa condição".

No comunicado, no qual consta ainda informação sobre a baixa médica e isolamento profilático devido à doença, são também divulgados os endereços eletrónicos dos serviços de saúde do concelho e a informação que os utentes devem remeter, com a delegada de saúde a renovar o apelo: "E espere com paciência, por favor".

De acordo com o último boletim da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, divulgado às 01:08 de hoje, o concelho de Ansião regista, desde o início da pandemia, em março de 2020, 1.577 casos do novo coronavírus, mantendo-se 145 ativos.

No mesmo período, recuperaram da doença 1.396 pessoas, havendo ainda 36 mortos.

SR // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Mais de 70% dos emigrantes querem regressar a Portugal

Mais de 70% dos portugueses residentes no estrangeiro querem regressar a Portugal, a médio ou longo prazo, e 73% já investiram ou consideram como provável investir no seu país, segundo um inquérito da Sedes divulgado hoje.

Temperaturas sobem a partir de 4.ª e podem atingir 40 graus em algumas regiões

As temperaturas vão subir a partir de quarta-feira em Portugal continental, podendo atingir os 40 graus Celsius na quinta-feira em algumas regiões, levando a um aumento significativo do perigo de incêndio rural, Segundo o IPMA.

TAP: "Reconhecemos que não estamos a oferecer serviço de excelência"

Christine Ourmières-Widener, presidente executiva da TAP, reconheceu, esta segunda-feira, que a companhia aérea não "está a oferecer o serviço de excelência" que planeou, face à crise que o transporte aéreo atravessa e que "este fim de semana não foi fácil para a TAP devido a constrangimentos vários".