Liga determina jogos profissionais com mínimo de 13 futebolistas por equipa

Liga determina jogos profissionais com mínimo de 13 futebolistas por equipa
| Desporto
Porto Canal com Lusa

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) aprovou hoje uma alteração aos regulamentos das competições que prevê que um jogo só se possa realizar quando uma das equipas tiver, pelo menos, 13 jogadores disponíveis, incluindo um guarda-redes.

A medida, que foi hoje ratificada em assembleia geral do organismo, realizada do Porto, através de votação secreta, contando com um voto contra e dois nulos, vem alterar a anterior regulamentação, que previa um mínimo de nove jogadores por equipa, para que os jogos se pudessem realizar.

Esta nova disposição das regras surge na sequência do polémico jogo entre Belenenses SAD e Benfica, da jornada 12, realizado a 27 de novembro, em que a Belenenses, devido a um surto de covid-19, entrou em campo apenas com nove elementos, tendo a partida terminado no início do segundo tempo.

Na sequência desse incidente, a Belenenses SAD interpôs hoje na reunião magna da LPFP uma proposta com o objetivo dar efeitos retroativos à alteração regulamentar aprovada, para que o jogo com as 'águias' fosse repetido, mas a maioria dos clubes votaram contra a admissibilidade do documento, fazendo cair a pretensão da sociedade desportiva lisboeta.

+ notícias: Desporto

Quatro jogadores do FC Porto nos nomeados para MVP da I Liga

O campeão FC Porto é o clube com mais nomeados para o prémio de Jogador Mais Valioso (MVP) da I Liga de 2021/22, com quatro jogadores entre os 10 designados, anunciou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Jogos do Mediterrâneo: Lorène Bazolo conquista medalha de bronze nos 200 metros

Lorène Bazolo, de 39 anos, foi batida pela egípcia Bassant Hemida, com um tempo de 22,47, seguida da cipriota Olivia Fotopoulou, com 23,01, enquanto a portuguesa correu em 23,20.

FC Porto (Bilhar): Dragões na final da Taça da Europa

A equipa de bilhar às três tabelas do FC Porto garantiu a presença na grande final da Taça da Europa. Durante a manhã, na Academia do Estádio do Dragão, o quarteto portista composto por Dick Jaspers, Daniel Sánchez, Rui Manuel Costa e João Ferreira impôs-se perante os espanhóis do CB Paiporta por 3-1 e carimbou o passaporte rumo à decisão da principal prova de clubes do Velho Continente.