Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Ministro da Educação quer que vacinação das crianças seja rápida e extensa

Ministro da Educação quer que vacinação das crianças seja rápida e extensa
| Norte
Porto Canal com Lusa

O ministro da Educação assegurou hoje que tudo estará preparado se e quando a Direção-Geral da Saúde recomendar a vacinação das crianças a partir dos 5 anos e afirmou esperar que o processo decorra de forma rápida e extensa.

"O que desejamos é que a vacinação ocorra rapidamente e em grande extensão. É isso que eu espero que aconteça e é isso que eu tenho sentido das direções das escolas, dos professores e de quem representa os pais e os encarregados de educação", disse Tiago Brandão Rodrigues.

O ministro da Educação falava à margem de uma visita à Escola Básica Dr. Manuel da Costa Brandão, em Arcos de Valdevez, Viana do Castelo, e, questionado sobre a eventual recomendação da vacina contra a covid-19 para crianças entre os 5 e os 11 anos, assegurou que está tudo a postos.

"São mais de 600 mil crianças, dos 5 aos 11 anos, e se a decisão for avançar, [tudo está preparado para] fazê-lo o mais rapidamente possível", assegurou.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou em 25 de novembro a administração da vacina contra a covid-19 da BioNTech/Pfizer a crianças dos 5 aos 11 anos, sendo a primeira na União Europeia (UE) para esta faixa etária.

Apesar da recomendação do regulador europeu, a administração da vacina em Portugal está dependente da decisão da Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda um parecer positivo da comissão técnica de vacinação.

Segundo o primeiro-ministro, se essa recomendação se confirmar, as vacinas chegam a Portugal a partir de 20 de dezembro e, nessa altura, o ministro da Educação espera que o processo decorra de forma rápida e extensa e que mereça a mesma adesão como aconteceu noutras faixas etárias.

"Temos números muito invejáveis relativamente a vacinação. A mesma coisa acontece entre os 12 e 17 anos, temos mais de 90% de vacinação e espero que o mesmo aconteça entre os 5 e os 11 anos", afirmou.

Para o governante, a vacinação desta faixa etária seria importante para reforçar a segurança nas escolas e, também por isso, Tiago Brandão Rodrigues acrescentou que seria positivo que um número significativo das crianças abrangidas já pudesse estar vacinada no início do segundo período letivo, que arranca no dia 10 de janeiro.

A covid-19 provocou pelo menos 5.249.851 mortes em todo o mundo, entre mais de 264,78 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.537 pessoas e foram contabilizados 1.166.787 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como "preocupante" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em cerca de 30 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

+ notícias: Norte

Idosos mostram-se recetivos com a segunda dose de reforço da vacina contra a Covid-19

A passada segunda-feira ficou marcada com o início da segunda dose de reforço contra a covid-19 para as pessoas com maiores de 80 anos. O Porto Canal visitou na manhã desta terça-feira o lar Anima Una, em Braga e, o diretor técnico Rafael Sousa adiantu que os idosos se têm mostrado recetivos na administração desta segunda dose de reforço. Segundo explicou o diretor técnico e enfermeiro, durante o dia de hoje "serão vacinados cerca de 50 idosos num universo de 57", visto que os restantes serão vacinados mais à frente devido ao cumprimento de períodos relativos ao facto de terem covid-19 há menos de 120 dias ou receberam a primeira dose de reforço há menos de 150 dias.

Bandeira LGBTI hasteada frente à CM do Porto para assinalar a luta contra a homofobia. Rui Moreira diz que momento representa a "forma como a cidade é aberta a todos"

A bandeira LGBTI foi hasteada na manhã desta terça-feira em frente à Câmara Municipal do Porto no dia em que se assinala a luta contra a homofobia. Rui Moreira, Autarca do Porto, esteve presente nesse momento e, em declarações ao Porto Canal referiu que o hastear da bandeira em frente à câmara representa "a forma como a cidade é aberta a todos" e manifesta uma "grande simbologia". Além disso, o autarca do Porto salientou a importância das instituições e a Câmara se associarem em causas como estas.

Empresa de resíduos conta que portugueses "estão cada vez mais sensibilizados para a necessidade de reciclar" em dia internacional da reciclagem

Esta terça-feira assinala-se o dia internacional da reciclagem e, o Porto Canal visitou a LIPOR, uma empresa de gestão de resíduos do Porto, num dos pontos onde são recebidos os materiais e feita a primeira triagem. Em declarações ao Porto Canal, Hélder Filipe, técnico da LIPOR, contou que tendo em conta os valores globais nota-se que os portugueses "estão cada vez mais sensibilizados para a necessidade de reciclar". Além disso, Hélder Filipe explicou que no que toca à diminuição do uso de plástico verifica-se "muito trabalho de prevenção em tentar substituir o plástico por outros materiais".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras