Info

Inaugurado hoje Centro de Inclusão Social do Magarão, em Vila Nova de Gaia

| Norte
Porto Canal com Lusa

O Centro de Inclusão Social (CIS) do Magarão, que visa criar condições para a inserção socioprofissional de pessoas com incapacidades físicas e mentais, foi hoje inaugurado em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

O CIS do Magarão resulta de um investimento da Câmara Municipal de Gaia, de cerca de 870 mil euros, que permitiu reabilitar, ampliar e adaptar o edifício da antiga escola do Magarão às necessidades deste tipo de equipamentos, "com a criação de novas acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada".

Em informação enviada à agência Lusa, a autarquia acrescenta que o CIS "tem como principal missão a criação de valor social, ao oferecer um conjunto de respostas sociais e profissionais destinadas a adultos com deficiência ligeira (intelectual e/ou física) e incapacidade, com idade igual ou superior a 18 anos e até aos 66 anos, residentes em Vila Nova de Gaia".

O equipamento já está a funcionar desde 03 de setembro, contando já com 33 utentes, mas a inauguração acontece hoje, pelas 10:00, e contará com a presença da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

"O Centro de Inclusão Social do Magarão é, para Vila Nova de Gaia, uma iniciativa inovadora, dedicada à luta pela dignidade do ser humano e à promoção de uma cidade inclusiva, socialmente mais justa e mais acessível para todos, sendo a capacitação e a inserção no mercado de trabalho das pessoas com deficiência ou incapacidade uma prioridade", sustenta a autarquia.

No futuro, diz o município, "pretende-se envolver o tecido empresarial do concelho na inserção profissional do público-alvo" e "promover em parceria com o IEFP [Instituto do Emprego e Formação Profissional] cursos de formação profissional na área da pastelaria".

Além disso, há o objetivo de "criar um serviço de apoio à vida independente, em parceria com os Agrupamentos de escolas e as IPSS [Instituições Particulares de Solidariedade Social] da área da deficiência".

"Vila Nova de Gaia tem trabalhado no enraizamento de uma sociedade democrática e verdadeiramente inclusiva e que se preocupa com as reais necessidades da sua população. Por isso, o CIS -- Centro de Inclusão Social do Magarão surge como uma iniciativa inovadora dedicada à luta pela dignidade do ser humano e à promoção de uma cidade inclusiva, socialmente mais justa e mais acessível para todas e para todos", salienta o presidente da câmara, Eduardo Vítor Rodrigues (PS).

O autarca socialista acredita que este equipamento "irá contribuir para transformar comportamentos junto da população em geral e das empresas".

"Honrando o pilar Europeu dos Direitos Sociais na promoção da igualdade de oportunidades e no acesso ao mercado de trabalho, a proteção e a inclusão social. Trabalhamos para garantir a defesa dos direitos fundamentais da nossa população e, sobretudo, da população com deficiências", frisa Eduardo Vítor Rodrigues.

+ notícias: Norte

Infraestruturas de Portugal anuncia que nova linha de alta velocidade exige travessia ferroviária sobre o Douro

A Infraestruturas de Portugal(IP) anunciou que nova linha de alta velocidade exige travessia ferroviária sobre o Douro e, segundo confirmou a IP ao Porto Canal, já foi pedido um estudo de opções para a execução do projeto.

Testes da Câmara Municipal do Porto esgotam antes do final do mês de janeiro

Os testes que a Câmara Municipal do Porto disponibilizou até ao final do mês de janeiro já esgotaram, mas segundo apurou o Porto Canal, a autarquia decidiu manter os 18 postos de testagem com a realização dos testes comparticipados pelo Sistema Nacional de Saúde, os quatro testes que cada utente tem direito por mês.

Incêndio destrói fábrica de bicicletas Esmaltina em Sangalhos

Um incêndio violento está a destruir a fábrica de bicicletas Esmaltina, localizada em Sangalhos, no concelho de Anadia (Aveiro), apesar dos esforços de mais de 90 operacionais presentes no local, adiantou à agência Lusa a Proteção Civil.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.