Info

Portugal com 2.ª maior subida mensal da UE nas vendas a retalho

| Economia
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 03 dez 2021 (Lusa) -- As vendas no comércio a retalho aceleraram em outubro na zona euro e União Europeia (UE), com Portugal a registar a segunda maior subida mensal (2,3%), divulga hoje o Eurostat.

Face a outubro de 2020, o índice de vendas a retalho aumentou 1,4% na zona euro e 2,3% na EU, e na comparação com setembro a subida foi de, respetivamente, 0,2% e 0,3%.

Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, os maiores aumentos homólogos no volume total do comércio a retalho foram registados na Eslovénia (34,3%), Polónia (12,4%) e Estónia (11,0%).

As maiores quebras na comparação com outubro de 2020 foram observadas na Alemanha (-2,8%), Letónia (-2,3%) e Irlanda (-1,9%).

Já face a setembro, os maiores aumentos mensais foram observados na Eslovénia (13,0%), Portugal (2,3%) e Dinamarca (2,2%) e as principais diminuições na Letónia (-5,4%), Áustria (-2,8%) e Estónia (-2,6%).

Na variação homóloga, as vendas a retalho aceleraram 3,4% em Portugal.

IG // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Arranque da semana marcado com novo aumento dos combustíveis  

O arranque desta semana fica marcado com um novo aumento dos combustíveis, com a gasolina a aumentar um cêntimo e o gasóleo a rondar uma subida de dois cêntimos por litro. Com o pouco movimento que o Porto Canal verificou na manhã desta segunda-feira, os Portuenses optaram por abastecer o depósito no fim de semana.

Covid-19: Adesão a pagamento fracionado do IVA não exige quebra de faturação de 10%

As micro e pequenas empresas que pretendam aderir ao pagamento fracionado do IVA e retenções na fonte do IRS e IRC podem fazê-lo mesmo que não tenham registado uma quebra de faturação de 10%, segundo um despacho agora publicado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.