Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Suíça exige teste negativo e quarentena a viajantes de Portugal

| País
Porto Canal com Lusa

A Suíça passou a exigir teste negativo e quarentena a todos os cidadãos que viajem de Portugal, mesmo vacinados ou recuperados da covid-19, por causa da presença em território português da variante Ómicron.

A inclusão de Portugal, pelas autoridades de saúde suíças, na lista de países com variantes "de preocupação", como a Ómicron, conta a partir de hoje, um dia depois de Portugal ter confirmado a existência de 13 casos desta variante do coronavírus em território nacional.

De acordo com as regras definidas pelas autoridades suíças, à chegada ao país, qualquer pessoa proveniente desta lista de países e que tenha mais de 16 anos deve apresentar teste negativo (rápido antigénio ou PCR), mesmo que esteja vacinada ou tenham recuperado da covid-19.

O teste PCR ou antigénio deve ser repetido entre o 4.º e o 7.º dia em território suíço, segundo as autoridades.

Todos, mesmo as crianças, devem ainda preencher um formulário de entrada e completar uma quarentena de 10 dias. A regra também se aplica aos recuperados e vacinados.

Desde hoje, além de Portugal, passaram a fazer parte desta lista de países, elaborada pelas autoridades suíças, o Canadá, o Japão e a Nigéria, que se juntaram a cerca de duas dezenas de outros onde circulam "variantes de preocupação".

A entrada em território suíço de cidadãos destes países deve ser de imediato comunicada as autoridades do respetivo cantão.

As autoridades portuguesas confirmaram na segunda-feira a presença em território nacional de 13 casos da Ómicron, a nova variante do coronavírus, que terão resultado de uma viagem recente à África do Sul de uma das pessoas infetadas.

Esta nova variante genética do coronavírus, inicialmente identificada na África do Sul e em alguns países da África Austral, foi já identificada também nos últimos dias em alguns países europeus.

+ notícias: País

Portugal com 23 casos confirmados de infeção pelo vírus 'monkeypox'

Mais nove casos de infeção pelo vírus 'monkeypox' foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda resultados relativamente a outras amostras.

Serviços mínimos não estão garantidos e há ambulâncias do INEM paradas

Mais de uma dezena de ambulâncias do INEM estão paradas devido à greve da Função Pública, segundo o Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que revelou que o instituto não nomeou os elementos para garantir serviços mínimos, tarefa que o INEM diz não ser necessária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras