Info

Rui Rio ataca Marcelo por causa de Rangel. "Não é minimamente aceitável"

Rui Rio ataca Marcelo por causa de Rangel. "Não é minimamente aceitável"
presidencia.pt
| Política
Porto Canal com Lusa

O presidente do PSD disse hoje considerar "muito estranho" que o Presidente da República tenha recebido um candidato partidário e que, se o encontro serviu para falar de prazos eleitorais, discorda e "não é minimamente aceitável".

Em declarações aos jornalistas à chegada ao parlamento para o segundo e último dia de debate do Orçamento do Estado na generalidade, Rui Rio foi novamente questionado pelos jornalistas sobre a audiência concedida por Marcelo Rebelo de Sousa a Paulo Rangel, candidato à liderança do PSD, que foi divulgada na quarta-feira na página oficial de Belém.

"Obviamente que acho muito estranho que o Presidente da República receba um putativo candidato à liderança de um partido. Se for verdade o que vem nos jornais, que ainda por cima o que lá foram tratar foi a data das legislativas e tendo em vista a data das diretas do PSD, significa que vamos condicionar o país às diretas do PSD", criticou.

Rio salientou que nem sequer os partidos foram ainda ouvidos sobre eventuais prazos para as legislativas antecipadas, caso se confirme o chumbo do Orçamento do Estado hoje à tarde.

"Se assim foi, peço desculpa, tenho o máximo respeito pela figura do Presidente da República, pelo professor Marcelo Rebelo de Sousa, mas tenho de discordar frontalmente", disse.

E acrescentou: "Não é minimamente aceitável num país qualquer, neste caso um país europeu, que um chefe de Estado receba e possa combinar uma coisas com um líder da oposição", disse, acrescentando rapidamente "líder da oposição interna".

+ notícias: Política

Rui Rio: "António Costa pede maioria absoluta em cada canto e cada esquina sabendo que é impossível"

Rui Rio, Presidente do PSD, disse esta quinta-feira, em declarações à comunicação social, no quinto dia de campanha eleitoral marcada pela visita aos distritos de Bragança e Vila Real, que "António Costa pede maioria absoluta em cada canto e cada esquina sabendo que é impossível". 

A caminho da decisão: Oliveira de Azeméis tem tradição no PSD, mas PS tem vindo a crescer

A freguesia de Oliveira de Azeméis, os eleitores mostraram uma tendência nos últimos anos no PSD, mas nas últimas Legislativas, em 2019, o PS conseguiu arrancar a vitória com 40,2%, enquanto que o PSD conseguiu 32,3%, segundo apurou o Porto Canal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS