Info

Parlamento Europeu apela ao reforço das relações bilaterais com Taiwan

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 21 out 2021 (Lusa) - O Parlamento Europeu apelou hoje ao reforço das relações entre a União Europeia e Taiwan através de um possível acordo de investimento bilateral e manifestou "inquietação" sobre a beligerância militar "permanente" de Pequim em relação a Taipé.

Num relatório aprovado hoje com 580 votos a favor, 26 contra e 66 abstenções, o Parlamento Europeu pede à União Europeia (UE) para abordar o "problema das tensões" no estreito da Formosa, manifestando a preocupação na "violação sem precedentes" da zona de identificação da defesa aérea de Taiwan.

Assim, os eurodeputados defendem a intensificação das relações políticas e comerciais com Taiwan, que deve ser considerado um "parceiro e aliado" do bloco europeu na região Indo-Pacífico. 

O documento aprovado hoje frisa a "importância" do incremento das relações comerciais e económicas entre a UE e Taiwan, "em particular em questões relacionadas com o multilateralismo e a Organização Mundial de Comércio, a tecnologia e a saúde pública".

A posição da UE refere, nomeadamente, o papel considerado "central" de Taiwan em indústrias estratégicas e nas cadeias de abastecimento mundiais de alta tecnologia, tais como a quinta geração de infraestruturas de comunicação (5G) e os semicondutores.

A questão da "beligerância" de Pequim contra Taiwan é destacada pelos eurodeputados numa referência às recentes incursões da República Popular da China na zona de defesa aérea de Taiwan (República da China) que reavivaram as tensões com os Estados Unidos, que forneceram armamento a Taipé.

Os eurodeputados pedem à União Europeia para tomar posição e responder "a estas tensões" no sentido de proteger a democracia em Taiwan.

A ilha tem governo próprio desde a vitória dos comunistas de Mao Tsé Tung sobre o Kuomintang (nacionalistas) de Chiang Kai-shek, em 1949.

Pequim considera o território província da República Popular da China e ameaça recorrer à força caso a independência seja formalmente declarada em Taipé.

Em agosto, Pequim convocou o embaixador na Lituânia, Estado membro da União Europeia, após o sinal de Vilnius no sentido da abertura de uma representação de Taiwan no país.

Pequim opõe-se a qualquer intercâmbio oficial entre outros Estados e autoridades de Taiwan e encarou a posição de Vilnius como provocação.

"A Comissão deve intensificar as relações entre a UE e Taiwan e prosseguir uma parceria global reforçada com o país. Os trabalhos sobre o acordo bilateral de investimento com as autoridades de Taiwan devem começar antes do final do ano", afirmou o relator sueco do texto aprovado hoje, Charlie Weimers.

 

PSP // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Nova variante do coronavírus chama-se Omicron e é de preocupação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje como "de preocupação" a nova variante B.1.1.529 do coronavírus que causa a covid-19, detetada pela primeira vez na África do Sul, e designou-a pelo nome Omicron.

Putin contacta Erdogan e critica utilização de drones turcos pela Ucrânia

Moscovo, 03 dez 2021 (Lusa) -- O Presidente turco, Vladimir Putin, criticou hoje em contacto telefónico com o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, a utilização de drones turcos pela Ucrânia na região do Donbas, controlada pelos separatistas pró-russos.

Covid-19: Incidência em Espanha sobe 14 pontos para 248 casos

Madrid, 03 dez 2021 (Lusa) -- A incidência de covid-19 em Espanha aumentou para 248 casos por 100.000 habitantes, com 13.738 novas infeções, enquanto a pressão hospitalar nas unidades de cuidados intensivos subiu para 8,84%.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.