Info

Rui Rio apresenta recandidatura ao PSD na sexta-feira no Porto

Rui Rio apresenta recandidatura ao PSD na sexta-feira no Porto
| Política
Porto Canal com Lusa

O presidente do PSD apresenta publicamente a sua recandidatura na sexta-feira ao final da tarde no Porto, cidade à qual já presidiu enquanto autarca, onde é militante e pela qual foi eleito deputado.

"A apresentação estava inicialmente prevista para amanhã, quinta-feira, em Lisboa, como seria normal, mas foi entendido como mais oportuno, nas atuais circunstâncias políticas internas, fazê-lo na cidade do Porto", justificou hoje a candidatura.

A escolha de Rui Rio pela apresentação no Porto acontece cerca de uma semana depois de dezassete autarcas e dirigentes do PSD do distrito declararem apoiar Paulo Rangel na corrida à liderança do partido, considerando ser o perfil certo para ganhar o país e romper com o "aparente conformismo" à atual governação.

O PSD vai realizar eleições diretas para escolher o presidente no dia 04 de dezembro e o 39.º Congresso decorrerá entre 14 e 16 de janeiro, em Lisboa, e até agora apresentaram-se como candidatos Rui Rio e Paulo Rangel.

+ notícias: Política

Cerca de 40% dos deputados do PSD eleitos em 2019 vão ficar fora do parlamento

Dos 79 deputados eleitos pelo PSD em 2019, 28 estão fora das listas de candidatos a deputados para as legislativas, a que se somam outros quatro indicados em lugar inelegível, o que corresponde a 40% do total.

Primeiro-ministro destaca importância de parcerias entre empresas e universidades

O primeiro-ministro, António Costa, destacou hoje a importância das parcerias entre as universidades e as empresas para "transformar conhecimento em valor" e, desse modo, "gerar mais e melhor emprego, mais bem remunerado".

José Luís Carneiro prevê "ajustes de contas" de Rui Rio 

José Luís Carneiro, Secretário-geral adjunto do PS, disse, em declarações ao Porto Canal, numa reunião com os autarcas de Braga, que prevê "ajustes de contas de Rui Rio" e, acrescentou ainda que "o PSD tem um trabalho de casa a fazer para se tornar num partido que tenha outra credibilidade para assumir funções executivas". 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.