Info

CEO da TAP confiante na aprovação por Bruxelas do plano de reestruturação

| Economia
Porto Canal com Lusa

Ponte de Sor, Portalegre, 13 out 2021 (Lusa) -- A presidente executiva (CEO) da TAP, Christine Ourmières-Widener, manifestou-se hoje confiante na aprovação por Bruxelas do Plano de Reestruturação da companhia, sendo nessa base que a empresa está a trabalhar.

"Eu acho que todas as indicações que temos do Governo" são as de "que estamos à espera de uma aprovação", ainda que a data não seja "assim tão específica", e "é nesta base que estamos a trabalhar", afirmou a responsável, durante uma intervenção no Portugal Air Summit, em Ponte de Sor (Portalegre).

Nesta cimeira aeronáutica, questionada pelo moderador da sessão em que participou, Christine Ourmières-Widener afirmou que não está à espera que o Plano de Reestruturação da TAP seja rejeitado pela Comissão Europeia.

"Não é uma opção que estejamos a considerar atualmente, com a qualidade da discussão que está em curso, estamos à espera de uma aprovação", frisou.

Na sessão intitulada "Tap -- Desafios para um futuro a voar", que decorreu neste primeiro dia do Portugal Air Summit, a presidente executiva da transportadora aérea nacional, quando questionada sobre os 990 milhões de euros que o Governo prevê transferir para a companhia no próximo ano, lembrou que o montante está previsto já no Plano de Reestruturação.

"O Plano de Reestruturação leva em linha de conta onde estamos e onde queremos ir, por isso, estamos muito confiantes" nesse plano, argumentou.

A TAP está "em constante ligação com o Governo", que "está a liderar o processo junto da Comissão Europeia", por isso, "não há qualquer razão para pensar que este plano não é" aquele "que precisamos para reestruturar a companhia", insistiu.

O Governo vai injetar 1.988 milhões de euros na TAP este ano e em 2022, segundo o relatório que acompanha a proposta de Orçamento do Estado para 2022, mantendo os 990 milhões de euros previstos para o ano, noticiou a Lusa.

Além disso, segundo a proposta, "é previsto no Plano de Reestruturação apresentado à Comissão Europeia, no seu cenário central, que 2022 seja o último ano em que o Estado português injeta dinheiro na TAP, no valor de 990 milhões de euros".

O Governo acredita que "a TAP ficará, assim, devidamente capitalizada para poder prosseguir a sua atividade, contribuindo fortemente para a economia portuguesa".

A 5.ª edição do Portugal Air Summit, promovida pela Câmara de Ponte de Sor e pela empresa The Race, decorre até domingo, reunindo cerca de 200 oradores.

RRL/HYT (ALYN/JML/JE/JNM/ANE/MPE) // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Impostos sobre gasóleo e gasolina baixam até 31 de janeiro. Governo devolve 60 ME de IVA arrecadados com subida dos combustíveis

O Governo vai repercutir na diminuição das taxas de ISP os cerca de 60 milhões de euros de IVA, arrecadados face ao aumento do preço médio de venda ao público dos combustíveis, anunciou hoje o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais. Aos bolsos dos consumidores a medida prevê uma redução de dois cêntimos por litro na gasolina e um cêntimo no gasóleo.

Greve na CP tem adesão "elevada' e serviços mínimos "incompletos"

A greve na CP, na IP e afiliadas IP-Telecom, IP-Património e IP-Engenharia, regista uma "adesão bastante elevada", reduzindo a atividade destas empresas a serviços mínimos, alguns "incompletos", segundo a organização sindical Fectrans.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.