Info

Contenção de fuga de óleo afasta risco de incêndio em termoelétrica em Gondomar

| Norte
Porto Canal com Lusa

Gondomar, Porto, 08 out 2021 (Lusa) -- O risco de incêndio na Central Termoelétrica da Tapada do Outeiro, Gondomar, era, pelas 19:30, médio/baixo depois de conseguida a contenção da fuga de óleo, disse à Lusa o presidente da câmara, Marco Martins.

Segundo o autarca, "houve uma fuga de óleo do sistema de lubrificação", óleo que estava "a mais de 300 graus de temperatura", situação que podia gerar um incêndio na "central responsável pela produção de 12% da eletricidade consumida em Portugal".

"Primeiro foi ativado o plano de emergência interno e todos os meios de acordo com o previsto no sentido de conter a fuga e depois arrefecer as exposições, ou seja, as proximidades para evitar que o calor do óleo se pudesse propagar e provocar alguma ignição", continuou.

E prosseguiu: "neste momento [19:30] o óleo está contido, a temperatura está muito mais baixa e o risco de incêndio, que há uma hora atrás era muito elevado, neste momento é médio/baixo. A situação tende a ficar controlada".

Admitindo que a normalização da situação "pode demorar duas ou três horas", o autarca informou que devido ao acidente "teve de se parar a produção numa das turbinas" o que faz com que a central "esteja agora com dois terços da produção".

Marco Martins disse ainda que "em princípio não haverá quebra de fornecimento de energia" dado ser sexta-feira e a maioria das "empresas fecharem para gozo do fim de semana".

O autarca socialista acrescentou sobre o "eventual derrame de óleo para o rio [Douro]" que a situação "está calculada" e que a central dispõe de "tanques de retenção para todo o óleo que se perdeu".

Questionado pela Lusa sobre o volume do derrame, Marco Martins disse tratar-se "de muitos milhares de litros de óleo".

No local estiveram os Bombeiros de Melres, Gondomar, Valbom, São Pedro da Cova, Areosa/Rio Tinto e de Crestuma, num total de 28 operacionais apoiados por oito viaturas.

Segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro do Porto não se registaram feridos nem houve necessidade de evacuar ninguém das casas, as mais próximas situadas a cerca de 300 metros de distância.

JFO // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Explosão de etanol em escola superior de Ponte de Lima faz dois feridos graves

Duas funcionárias de 52 e 53 anos ficaram hoje feridas com gravidade na sequência da explosão de etanol de um equipamento que aquecia refeições, na Escola Superior Agrária (ESA), em Ponte de Lima, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Marta Temido diz que "entidades do setor não lucrativo poderão ser envolvidas nos testes"

A ministra da Saúde, Marta Temido, avançou hoje que está a ser estudada a possibilidade de envolver “outras entidades do setor não lucrativo” para que seja possível dar resposta à procura de testes comparticipados de covid-19.

Maquinistas da Metro Porto em greve devido a "impasse de negociações"

Os maquinistas da Metro Porto encontram-se durante esta sexta-feira em greve e, segundo declarações do dirigente do sindicato dos maquinistas, Hélder Silva, ao Porto Canal, disse que esta greve "deve-se ao impasse de negociações com a subconcessionária da Metro Porto" explicando que "já andam em negociações há mais de um ano, mas sem evoluções". Hélder Silva referiu ainda que a greve "está com 100% de adesão" e sem "serviços mínimos".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.