Governo dá prioridade à vacina da gripe sobre a eventual terceira dose

Governo dá prioridade à vacina da gripe sobre a eventual terceira dose
| País
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro revelou hoje que a vacinação da gripe vai ter prioridade sobre a eventual administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 e que os centros de vacinação se irão manter.

"Há algo que nós sabemos: vão seguir em paralelo o processo de vacinação da gripe e o processo de vacinação da eventual terceira dose para a covid-19. Tem de ser dada prioridade à vacinação da gripe, porque essa é certa, e entre a toma de uma dose de vacina da gripe e a eventual terceira dose da vacina anticovid têm de mediar pelo menos 14 dias", afirmou António Costa.

Na conferência de imprensa após o Conselho de Ministro que decidiu as medidas a adotar para a próxima fase do plano de desconfinamento, a partir de 01 de outubro, o líder do governo lembrou que a Direção-Geral da Saúde (DGS) "já tomou uma decisão e que deve haver uma terceira dose relativamente a um conjunto de pessoas que têm comorbilidades". Porém, não descartou o cenário da terceira dose para toda a população com mais de 65 anos.

"O planeamento está a ser feito, tendo em vista que a ser necessário, por exemplo, vacinar com uma terceira dose toda a população acima dos 65 anos, este exercício possa estar integralmente executado até o mês de dezembro, para que pudéssemos chegar aos festejos natalícios com todos os elementos do agregado familiar devidamente protegidos", vincou, acrescentando: "Esse esforço, a existir, vai ter de ser harmonizado nesse sentido".

Sobre este tema, António Costa destacou ainda que a Agência Europeia do Medicamento (EMA) deve tomar uma decisão durante a próxima semana e que a DGS está a trabalhar com o Infarmed nesse estudo, sem deixar de realçar que o executivo continue a articular com a 'task force' esse cenário.

"O que temos preparado com a 'task force' é: em primeiro lugar, termos vacinas suficientes para qualquer que seja a decisão que venha a ser tomada; em segundo lugar, vamos manter os centros de vacinação como eles existem neste momento para dar execução à decisão que venha a ser tomada", sentenciou.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.938 pessoas e foram contabilizados 1.064.876 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

+ notícias: País

Cabaz de alimentos essenciais aumenta 11%, anuncia DECO Proteste

Entre Março e Agosto o preço de um cabaz de bens alimentares essenciais passou de 185 euros para 206 euros, pode ser lido numa análise da DECO Proteste divulgada esta segunda-feira.

Vacinação completa contra meningococo B ultrapassa meta de 95%

A vacinação completa contra o meningococo B, que provoca meningite, ultrapassou a meta de 95%, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS), no dia em que se assinalam 57 anos do Programa Nacional de Vacinação (PNV).

Oficiais de justiça em greve parcial em vários tribunais do continente e ilhas

Oficiais de Justiça vão estar esta terça-feira em greve nos tribunais judiciais de Lisboa, Porto e Ponta Delgada, entre as 9h e as 12h30, por questões ligadas à carreira, aposentação, preenchimento de lugares e Estatuto profissional.