Info

Costa recusa acusações de eleitoralismo por medidas previstas desde 29 de julho

Costa recusa acusações de eleitoralismo por medidas previstas desde 29 de julho
| Política
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro recusou hoje as críticas por anunciar o alívio de restrições por causa da covid-19 a três dias das eleições autárquicas, contrapondo que as medidas agora anunciadas foram calendarizadas em 29 de julho.

António Costa assumiu esta posição em conferência de imprensa, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, no final de uma reunião do Conselho de Ministros em que foram aprovadas as medidas da terceira fase do plano do Governo de alívio de restrições.

Confrontado pelos jornalistas com as críticas de que foi alvo na quarta-feira, designadamente por parte do presidente do PSD, Rui Rio, por o executivo escolher o período de campanha autárquica para anunciar o alívio de restrições, o primeiro-ministro invocou direitos, liberdades e garantias dos cidadãos e alegou que as medidas restritivas por causa da covid-19 "só se justificam na estrita medida que são necessárias, adequadas e proporcionais à gravidade da situação".

"Conforme a vacinação vai aumentando, a taxa de incidência vai estando sob controlo e o ritmo de transmissão (Rt) colocado abaixo de 1, nada justifica continuarmos a impor [restrições] para além do necessário. Portanto, nada disso justifica e não há calendário eleitoral que possa justificar que isso aconteça", respondeu.

+ notícias: Política

Governo aponta avanços em sete das nove propostas do Bloco de Esquerda

O Governo considera que há avanços negociais em sete das nove propostas apresentadas pelo Bloco de Esquerda como fundamentais para a viabilização do Orçamento do Estado e apenas em duas assume que não se registam aproximações.

Governo anuncia desconto temporário de 10 cêntimos nos combustíveis

As famílias vão passar a receber, através do IVAucher, 10 cêntimos por litro de combustível até um limite de 50 litros por mês, anunciou hoje o ministro das Finanças, assinalando que a medida vai ser aplicada entre novembro e março.

Rui Moreira estabelece acordo de governação com o PSD

O Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, estabeleceu acordos de governação com o PSD. Vladimiro Feliz, Vereador eleito do PSD à Câmara Municipal do Porto, em declarações ao Porto Canal, assegura que "serão como sempre uma oposição construtiva e colaborativa".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.