Info

STE critica pedido de aclaração e diz que TC "não é consultor jurídico" do Governo

| Política
Porto Canal

O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) criticou hoje o pedido de aclaração sobre as matérias referentes aos chumbos de artigos do Orçamento do Estado, considerando que "o Tribunal Constitucional não é um consultor jurídico do Governo”.

Para o STE, se o Governo tem dúvidas de interpretação “tem bons juristas na Administração Pública para os esclarecimentos necessários”.

Em causa está o envio para o Palácio Ratton do pedido de aclaração do Governo sobre matérias referentes aos chumbos de artigos do Orçamento do Estado (OE) para 2014.

Segundo o STE, o Tribunal Constitucional (TC) é “claro” na declaração de inconstitucionalidade de três normas do OE, incluindo o corte dos salários dos funcionários públicos a partir dos 675 euros.

“A declaração de inconstitucionalidade produz efeitos a partir da data de decisão. O subsídio de férias deve ser pago em junho e com base na remuneração de junho, que será a que estava em vigor em 2010”, refere o sindicato.

O STE lamenta, no entanto, que no seu pedido de aclaração o Governo não pergunte, por exemplo, porque é que o Presidente da República “não solicitou a apreciação prévia da inconstitucionalidade das normas em causa”.

Questiona também, porque é que o TC “não considerou a inconstitucionalidade das mesmas normas desde janeiro”.

Para o STE, cabe ao Governo “respeitar as decisões do Tribunal Constitucional, governando no quadro legal que existe e não naquele que gostaria que existisse”.

+ notícias: Política

Merkel aponta situação em Portugal para criticar descoordenação na UE

A chanceler alemã, Angela Merkel, criticou hoje a falta de regras comuns na União Europeia (UE) relativamente às viagens, dando como exemplo a situação de aumento dos contágios em Portugal, que a seu ver "poderia ter sido evitada".

Ministra da Saúde admite novas medidas para travar evolução da pandemia de Covid-19

O agravamento da situação epidemiológica da covid-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo pode levar a novas medidas de contenção da pandemia e a um eventual travão no processo de desconfinamento, admitiu hoje a ministra da Saúde.

António Costa reeleito secretário-geral com 94% dos votos 

António Costa foi reeleito no sábado secretário-geral do PS, com 94% dos votos, para um novo mandato de dois anos, de acordo com resultados provisórios divulgados hoje pela Comissão Organizadora do Congresso (COC) do PS.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS