Info

Portugal sagra-se tricampeão da Liga Europeia de futebol de praia

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Figueira da Foz, Coimbra, 12 set 2021 (Lusa) -- A seleção portuguesa de futebol de praia ainda apanhou um susto, mas conquistou a hoje a Superfinal da Liga Europeia, pela oitava vez, a terceira consecutiva, ao vencer a Bielorrússia, na final, por 7-4, na Figueira da Foz.

Frente ao surpreendente vencedor do Grupo 1, no qual se superiorizou à Rússia, campeã do mundo, e à Espanha, ambos com cinco títulos europeus, os bielorrussos estiverem aquém do seu desempenho no torneio, ao contrário dos lusos que estiveram sempre em crescendo.

Portugal começou por sentir algumas dificuldades ante a Ucrânia, com 7-5 selado somente a dois segundos do fim, e Suíça, com tangencial 3-2, mas subiu de rendimento frente à Itália (6-3), melhoria que confirmou neste êxito na final.

Frente a um adversário forte fisicamente, Portugal tardou a marcar: com o resultado em branco, ainda beneficiou do facto de Ryabko ter falhado um penálti.

Remates certeiros de Léo Martins, aos 10 e 12 minutos, e Jordan, aos 10, começaram a desbloquear o encontro, que até ia sendo calmo para o guarda-redes Elinton Andrade, face à pressão alta dos seus companheiros.

O penálti convertido por Rodrigo Pinhal (14) indiciava uma tarde tranquila, ideia reforçada com novos tentos de Jordan Santos (21) e, já no terceiro período, de André Lourenço (25 e 26).

Portugal chegou a estar a golear por 6-0 e ameaçava o escândalo, quando remates certeiros de Ryabko (26), Chaikouski (26 e 30) e Novikau (27) mudaram tudo, agora num 7-4 mais ameaçador, selado com vistoso remate à 'meia-volta'.

Com ainda meia dúzia de minutos para disputar estava tudo em aberto, até porque Bê Martins já tinha sido expulso (29).

A formação das 'quinas' acabou por fazer valer a sua experiência, conseguindo estancar a reação do conjunto do Leste europeu, que foi perdendo fulgor à medida que o tempo escoava.

Portugal somou o seu oitavo título, depois dos êxitos em 2002, 2007, 2008, 2010, 2015, 2019 e 2020, mais três cetros do que Espanha e Rússia, com cinco.

A Itália tem dois títulos, enquanto a França, Suíça, Ucrânia e Alemanha ganharam a prova em uma ocasião.

RBA // JP

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Ginasta Filipa Martins com inédito sétimo lugar no 'all around' dos Mundiais

A portuguesa Filipa Martins conseguiu hoje a melhor classificação de sempre da ginástica artística lusa, ao terminar na sétima posição, e com um diploma, o concurso completo dos Mundiais da modalidade, que decorrem no Japão. Em declarações ao Porto Canal, a ginasta confessou que "é sempre muito bom fazer algo histórico para Portugal".

Rodrigo Seabra vai representar Portugal nas Finais Mundiais Iame, em Adria, Itália

Rodrigo Seabra irá representar Portugal nas Finais Mundiais Iame, em Adria, Itália, nos próximos dias 18 a 23 de Outubro, depois de um período de interregno de mais de um mês, onde o piloto terminou a série do Campeonato Europeu Iame, com um brilhante 6 lugar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.