Info

OMS estima mais de 200 milhões de infeções nas próximas duas semanas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Genebra, Suíça, 30 jul 2021 (Lusa) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou hoje que o número de infeções com o novo coronavírus SARS-CoV-2 ultrapasse no mundo 200 milhões nas próximas duas semanas, alertando para a necessidade de uma "vigilância mais forte".

A estimativa foi avançada pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na videoconferência de imprensa regular sobre a evolução da pandemia da covid-19, transmitida da sede da organização, em Genebra, na Suíça.

Ressalvando que o número pode estar ainda assim subestimado, o médico etíope assinalou que os casos de infeção continuam a aumentar, em muito devido à variante Delta do coronavírus, mais contagiosa e em circulação em pelo menos 132 países, incluindo Portugal.

Tedros Adhanom Ghebreyesus alertou para a necessidade de haver uma "vigilância mais forte", uma vez que o vírus que causa a covid-19 "está em constante evolução".

"Novas variantes vão surgir com a transmissão do vírus, e isso também acontece devido ao aumento do contacto social, ao uso inconstante de medidas de saúde pública e ao uso desigual de vacinas", apontou.

O dirigente da OMS voltou, mais uma vez, a realçar a "injustiça na distribuição das vacinas" contra a covid-19 que está a afetar o continente africano, onde o número de mortes aumentou 40% nas últimas quatro semanas e onde apenas 5% da população está vacinada. As vacinas contra a covid-19 previnem a doença grave e morte.

A pandemia da covid-19 provocou pelo menos 4.202.179 mortos em todo o mundo, entre mais de 196,5 milhões de infetados, segundo o balanço mais recente da agência noticiosa AFP.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.344 pessoas e foram registados 966.041 casos de infeção, de acordo com o boletim atualizado da Direção-Geral da Saúde.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

Quatro variantes do vírus original são consideradas preocupantes pela OMS, sendo a Delta a mais transmissível.

ER // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Alemanha: Scholz fala de sucesso e apresenta-se como chanceler

O candidato do SPD Olaf Scholz fala de "grande sucesso" e nas eleições hoje na Alemanha e, na sede do seu partido em Berlim, apresentou-se aos jornalistas como "o próximo chanceler alemão".

Alemanha: Conservadores querem formar governo apesar de recuo - Laschet

O líder da União Democrata-Cristã (CDU) e candidato a chanceler, Armin Laschet, afirmou hoje que os conservadores alemães querem formar o próximo governo da Alemanha, apesar do recuo eleitoral previsto nas eleições legislativas.

Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas garantiu que "até ao momento não houve nenhum português que comunicou pedido de ajuda em relação ao Vulcão nas Canárias"

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, falou, na manhã desta segunda-feira, ao Porto Canal e, disse que "até ao momento nenhum Português comunicou pedido de ajuda em relação à erupção vulcânica nas Canárias". A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, acrescentou ainda que "existem oito portugueses nos três municípios afetados pela erupção vulcânica".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.