Info

Covid-19: Desconfinamento poderá ser antecipado mas Governo não afasta recuos

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 29 jul 2021 (Lusa) -- O primeiro-ministro admitiu a possibilidade de antecipar algumas das medidas do novo plano de desconfinamento, hoje apresentado, se o ritmo da vacinação for mais rápido, mas também não afasta a necessidade de recuar se a situação epidemiológica se agravar.

"Se tivermos a felicidade de as datas indicadas para completar cada uma destas fases da vacinação serem concluídas mais cedo, as restrições também poderão ser eliminadas mais cedo", admitiu António Costa, em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.

O Governo definiu hoje o novo plano de desconfinamento, constituído por três fases que acompanham o ritmo esperado do plano de vacinação contra a covid-19.  

Segundo o primeiro-ministro, cada fase poderá ser antecipada se o plano de vacinação também acelerar, mas António Costa não afasta, ainda assim, a possibilidade de travar o desconfinamento.

Reconhecendo a importância da vacina contra a covid-19 no controlo da pandemia, designadamente na redução do número de óbitos e internamento, o chefe do Governo sublinhou que "a pandemia não desapareceu".

"Nós iremos manter uma monitorização permanente da evolução da pandemia e, tal como sempre fizemos no passado, não hesitaremos em parar ou mesmo recuar se for necessário, em função da evolução da pandemia", afirmou.

Perante esta possibilidade, o primeiro-ministro deixou um apelo claro aos portugueses: "Temos de continuar a adotar as medidas de proteção individual, são absolutamente indispensáveis para continuarmos a controlar a pandemia".

 

MYCA // HB

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Rui Moreira critica Governo pela falta de respostas a problemas sociais

                                                    

Rui Rio lamenta que juízes achem "desprestigiante" a deslocalização do Tribunal Constitucional 

O Presidente do PSD, Rui Rio, lamentaque a maioria dos juízes do Tribunal Constitucional achem "desprestigiante" a sua deslocalização. 

Sérgio Aires alerta para a "pouca sensibilidade" sobre a qualidade do ar

Sérgio Aires, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal do Porto, esteve em campanha eleitoral, durante a passada quarta-feira e, depois de reunir com o Presidente do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, disse em declarações ao Porto Canal, que "ainda existe pouca sensibilidade sobre a qualidade do ar" e, que "é preciso dar outra transparência para fora das salas da Câmara Municipal". 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS