Info

Número de crianças com direito a abono sobe ligeiramente em Abril

| País
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 31 mai (Lusa) -- O número de crianças com direito a abono de família subiu ligeiramente em abril, havendo atualmente 1.158.164, mais 159 do que em março, segundo os últimos dados do Instituto da Segurança Social (ISS).

Os dados da Segurança Social, divulgados na sexta-feira e atualizados a 13 de maio, referem que 1.158.164 crianças e jovens recebiam este apoio em abril, contra 1.158.005 em março, o que representa uma subida de 0,01%.

Comparativamente a abril de 2013, quando existiam 1.196.806 beneficiários, houve 38.642 crianças que perderam o direito a esta prestação social.

Lisboa é o distrito do país com o maior número de abonos de família atribuídos (230.888), seguindo-se o Porto (223.833), Braga (108.765) e Setúbal (85.543).

Do lado oposto, o centro distrital de segurança social de Bragança é onde há menos beneficiários (11.901), seguido de Portalegre (12.236) e da Guarda (14.439).

O montante do abono família varia de acordo com a idade da criança ou jovem e com o nível de rendimentos de referência do respetivo agregado familiar.

O valor apurado insere-se em escalões de rendimentos estabelecidos com base no Indexante dos Apoios Sociais (IAS).

Os dados do ISS indicam também que, em abril, 863 beneficiários do subsídio por educação especial, destinado a crianças e jovens com deficiência com idade inferior a 24 anos, ganharam esta prestação social, relativamente a março.

Em abril, beneficiavam deste apoio 4.624 crianças e jovens, contra 3.761 em março.

SV/HN // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Mais 677 infeções, cinco mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 677 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, cinco mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos.

Estudo revela que dois em cada 10 idosos não desenvolvem anticorpos após a toma da vacina contra a Covid-19

Um estudo realizado durante um ano, por um grupo de investigadores do Instituto de Investigação do Medicamento, da Faculdade de Fármacia da Universidade de Lisboa, revelou que dois em cada 10 idosos não desenvolvem anticorpos após a toma da vacina contra a Covid-19.

Marta Temido: "Há quantidades para revacinar toda a população contra a Covid-19"

A Ministra da Saúde, Marta Temido, avisa que "há quantidades para revacinar toda a população contra a Covid-19" e alerta que "a máscara não é para deitar fora".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.