Portugal regista mais cinco mortes e 3.677 casos confirmados de Covid-19

Portugal regista mais cinco mortes e 3.677 casos confirmados de Covid-19
| País
Porto Canal com Lusa

Portugal regista hoje mais 3.677 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e cinco mortes atribuídas à doença covid-19, segundo os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Hoje estão internadas em enfermaria mais duas pessoas, num total de 780 pacientes, e mais duas em unidades de cuidados intensivos (UCI), onde agora se encontram 173 doentes com covid-19.

A maior parte das novas infeções estão repartidas pela zona de Lisboa e Vale do Tejo (1.581 novos casos) e pelo Norte (1.182 novos casos).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.199 pessoas e 927.424 casos de infeção foram diagnosticados.

+ notícias: País

TAP: "Reconhecemos que não estamos a oferecer serviço de excelência"

Christine Ourmières-Widener, presidente executiva da TAP, reconheceu, esta segunda-feira, que a companhia aérea não "está a oferecer o serviço de excelência" que planeou, face à crise que o transporte aéreo atravessa e que "este fim de semana não foi fácil para a TAP devido a constrangimentos vários". 

31 acusados, 261 crimes violentos. Desfecho do processo 'No Name Boys' adiado

A leitura do acórdão do julgamento de 31 elementos ligados à claque do Benfica 'No Name Boys' estava prevista para esta segunda-feira, depois do anúncio feito no final de março, pelo coletivo de juízes no Tribunal Judicial de Sintra, mas foi adiada para dezembro. Em causa estão vários ataques violentos perpetrados pela ala 'Casuals' da claque, entre os quais a a agressão a um adepto do Sporting CP, em maio de 2020, no Estoril, mas também o ataque "à pedrada" do autocarro da equipa do Benfica, na noite de 4 de junho, e o vandalismo na casa de Bruno Lage.

Taxas de retenção e abandono escolar sobem em todos os níveis de ensino, à exceção do 12.º ano

É a primeira vez em oito anos que as taxas de retenção e abandono escolar, sobem em todos os níveis de ensino, à exceção do 12º ano. Ao que apurou o Porto Canal, em 2020/21, a percentagem de alunos que não terminou o ano letivo voltou aos níveis antes da pandemia.