Info

GNR encerrou restaurante em Vila Nova de Famalicão por incumprimento de horário

GNR encerrou restaurante em Vila Nova de Famalicão por incumprimento de horário
| Norte
Porto Canal com Lusa

A GNR encerrou no domingo um estabelecimento de restauração e bebidas em Famalicão, no distrito de Braga, por se encontrar a funcionar fora do horário permitido com 37 pessoas no seu interior, anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a GNR refere que o incumprimento foi detetado no decorrer de uma operação de fiscalização a estabelecimentos, no âmbito do combate à pandemia de covid-19.

“Perante o incumprimento, foram elaborados os respetivos autos de contraordenação por violação da limitação à circulação, a todos os clientes, e dois autos de contraordenação ao proprietário por inobservância do dever de encerramento do estabelecimento e venda de bebidas alcoólicas”, acrescenta a GNR.

A operação foi realizada através do Destacamento de Barcelos do Comando Territorial de Braga, contando com o reforço da Unidade de Intervenção.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.028.446 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 186,3 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.156 pessoas e foram registados 907.974 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, uma cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

+ notícias: Norte

A28 cortada no sentido norte-sul em Vila do Conde para remoção de camião acidentado

O trânsito está cortado no sentido norte-sul da Autoestrada 28 (A28) junto ao 'outlet' de Vila do Conde, desde 10:45 e previsivelmente até cerca das 14:00, para remoção de um camião de lixo acidentado, informou hoje a GNR.

Técnicos de educação lutam contra a contratação precária e o direito à mobilidade no Porto

Cerca de 30 profissionais de educação concentraram-se na manhã desta sexta-feira, em frente à Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, no Porto, para lutarem contra a contratação precária e também pelo direito à mobilidade, ou seja, lutam para que "consigam ficar em escolas próximas do local de residência". 

Ministra da Saúde admite que "o modelo de funcionamento da Psiquiatria do Porto precisa de ser revisto"

A Ministra da Saúde, Marta Temido, disse, em declarações ao Porto Canal, numa visita ao Hospital Conde Ferreira no Porto, que "o modelo de funcionamento da Urgência de Psiquiatria da área metropolitana do Porto precisa de ser revisto". A Ministra acrescentou ainda que "este modelo de funcionamento tem servido a necessidade da população", no entanto já é um modelo com "algum tempo de funcionamento".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.