Info

Ordem de despejo de 11 famílias gera confusão em Bairro de Vila Nova de Gaia

| Norte
Porto Canal

Vários agentes de execução e representantes do Tribunal de Vila Nova de Gaia acompanhados pela PSP lançaram o 'caos' esta quinta-feira de manhã ao cumprir várias ordens de despejo a 11 famílas do Bairro Mor, em VN Gaia. No local esteve o Movimento Habitação Hoje! que disse ao Porto Canal que estes despejos estavam a ser impedidos por não estarem a cumprir a lei visto que "por lei não podem ser feitos despejos sem uma garantia habitacional". Helena Souto, do Movimento Habitação Hoje!, realçou que foi a falta de um elemento da Segurança Social que conseguiu travar os despejos.

+ notícias: Norte

Enfermeiros reivindicam agendamento de uma data de reunião com o governo 

Os enfermeiros, reivindicam, durante a manhã desta terça-feira, no Porto, o agendamento de  uma data de reunião com o governo para a concretização de melhores condições de trabalho para os enfermeiros. Em declarações ao Porto Canal, José Carlos Martins, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, disse que "as principais reivindicações deste protesto vão desde o assunto da progressão das carreiras, melhores condições, e ainda o agendamento da reunião".

Responsáveis do Lar do Comércio em Matosinhos acusados por 67 crimes de maus-tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus-tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e uma directora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos.

Associação de Vila d'Este distribui cabazes alimentares aos mais carenciados em Vila Nova de Gaia

A Associação de Vila d'Este, em Vila Nova de Gaia, distribui cabazes alimentares aos mais carenciados, mais precisamente cerca de 600 pessoas e 116 agregados familiares. Em declarações ao Porto Canal, a voluntária, Júlia Ferraz, disse que "com a pandemia, o desemprego e as crianças em casa os agregados familiares duplicaram". 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.