Info

Eduardo Vitor diz que "querem continuar longe do limite (Covid-19) e por isso os alertas são constantes"

| Norte
Porto Canal

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova Gaia, Eduardo Vitor, afirma que "a cidade ainda está longe dos 120 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes, mas os apelos de alerta são constantes".

O Presidente da Câmara Municipal de Gaia diz que existem três períodos fundamentais para controlar a pandemia no concelho, "o São João, o São Pedro e o fim do ano letivo, são os momentos em que é preciso ter todos os cuidados". 

No seguimento disto, refere ainda que "é importante conter as festividades do São Pedro, que deveriam realizar-se entre hoje e amanha".

As Festas do Santo Padroeiro dos Pescadores foram canceladas pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia.

Em Gaia, a festa popular da Afurada, foi adaptada ao momento em que o país vive.

+ notícias: Norte

Enfermeiros reivindicam agendamento de uma data de reunião com o governo 

Os enfermeiros, reivindicam, durante a manhã desta terça-feira, no Porto, o agendamento de  uma data de reunião com o governo para a concretização de melhores condições de trabalho para os enfermeiros. Em declarações ao Porto Canal, José Carlos Martins, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, disse que "as principais reivindicações deste protesto vão desde o assunto da progressão das carreiras, melhores condições, e ainda o agendamento da reunião".

Responsáveis do Lar do Comércio em Matosinhos acusados por 67 crimes de maus-tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus-tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e uma directora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos.

Associação de Vila d'Este distribui cabazes alimentares aos mais carenciados em Vila Nova de Gaia

A Associação de Vila d'Este, em Vila Nova de Gaia, distribui cabazes alimentares aos mais carenciados, mais precisamente cerca de 600 pessoas e 116 agregados familiares. Em declarações ao Porto Canal, a voluntária, Júlia Ferraz, disse que "com a pandemia, o desemprego e as crianças em casa os agregados familiares duplicaram". 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.