Info

GNR volta a controlar a partir de hoje Área Metropolitana de Lisboa

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 25 jun 2021 (Lusa) -- A GNR volta a realizar a partir de hoje uma operação para fiscalizar e controlar a circulação de e para a Aérea Metropolitana de Lisboa (AML), estando "particularmente atenta" aos movimentes nos principais eixos rodoviários e ferroviários.

Na quinta-feira, o Conselho de Ministros anunciou que a proibição de circulação para dentro ou para fora da Área Metropolitana de Lisboa vai manter-se este fim de semana, entre as 15:00 de hoje e as 06:00 de segunda-feira, salvo as exceções previstas na lei, devido ao aumento de casos de covid-19 nesta zona.

Segundo o Governo, podem entrar e sair da Área Metropolitana as pessoas que tenham um certificado digital ou teste negativo à covid-19.

Em declarações à agência Lusa, o capitão Joao Gaspar, das Relações Públicas da Guarda Nacional Republicana, afirmou que a GNR vai realizar uma operação de controlo de movimentos de e para a AML, à semelhança do fim de semana passado, e que vai decorrer entre as 15:00 de hoje e até às 06:00 de segunda-feira.

"A operação visa cumprir com as normas em vigor e verificar se a população está ou não a deslocar-se ao abrigo das normas", afirmou João Gaspar, frisando que a GNR vai direcionar a fiscalização para os principais eixos rodoviários com maior fluxo de pessoas e de trânsito e para os locais de transportes públicos e coletivos, como autocarros, comboios e transportes marítimos.

Entre as vias de acesso à AML com reforço da fiscalização, a GNR destaca as autoestradas 1 (A1) e 2 (A2) ou as estradas nacionais 5 e 10.

João Gaspar destacou também que os militares vão estar atentos aos fluxos marítimos, nomeadamente em Troia.

O mesmo responsável frisou que o patrulhamento "é flexível", o que significa que o patrulhamento não estará no mesmo local durante 24 horas.

"A GNR vai adaptar o seu efetivo de forma flexível e adaptável para conseguir dar cumprimento a esta missão da fiscalização de e para a AML", acrescentou.

João Gaspar disse ainda que esta operação vai decorrer nos comandos territoriais de Lisboa, Setúbal e Santarém e vai contar com o reforço de outras unidades da GNR.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos 3.893.974 vítimas em todo o mundo, resultantes de mais de 179.516.790 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.079 pessoas e foram confirmados 869.879 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

CMP // ZO

Lusa/fim

+ notícias: País

Mais 677 infeções, cinco mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 677 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, cinco mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos.

Estudo revela que dois em cada 10 idosos não desenvolvem anticorpos após a toma da vacina contra a Covid-19

Um estudo realizado durante um ano, por um grupo de investigadores do Instituto de Investigação do Medicamento, da Faculdade de Fármacia da Universidade de Lisboa, revelou que dois em cada 10 idosos não desenvolvem anticorpos após a toma da vacina contra a Covid-19.

Marta Temido: "Há quantidades para revacinar toda a população contra a Covid-19"

A Ministra da Saúde, Marta Temido, avisa que "há quantidades para revacinar toda a população contra a Covid-19" e alerta que "a máscara não é para deitar fora".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS