Info

Covid-19: Cabo Verde reduz para dois meses intervalo entre doses da AstraZeneca

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Praia, 21 jun 2021 (Lusa) - Cabo Verde vacinou 16% da população adulta com pelo menos uma dose das vacinas contra a covid-19 e reduziu para dois meses o intervalo entre as duas doses da AstraZeneca, devido à circulação da variante delta, nomeadamente em Lisboa.

"Nós estávamos a recomendar que esse intervalo fosse de três meses, mas considerando a circulação de variantes de preocupação a nível internacional, sobretudo a variante delta, que tem causado a piora da situação epidemiológica em vários países, inclusive em Portugal, na região de Lisboa [onde reside uma importante comunidade cabo-verdiana], nós recebemos a orientação técnica de que devemos reduzir esse intervalo da vacina da AstraZeneca, passando de três meses para dois meses", anunciou hoje o diretor nacional de Saúde de Cabo Verde, Jorge Noel Barreto.

O responsável, que falava na conferência de imprensa semanal de balanço da situação epidemiológica em Cabo Verde, explicou que as pessoas vacinadas com a primeira dose da AstraZeneca há pelo menos dois meses devem contactar os serviços de saúde, para receberem a segunda dose.

Cabo Verde conta com reservas de cerca de 200 mil doses de vacinas contra a covid-19, 150 mil das quais da AstraZeneca, e esta decisão foi justificada com a necessidade de completar a vacinação (duas doses) e assim reduzir transmissão do novo coronavírus.

Jorge Noel Barreto anunciou ainda que a partir de hoje a inscrição para a vacinação é alargada para os maiores de 40 anos.

O dirigente revelou que até ao fim de semana passado 60.664 pessoas já tinham sido vacinadas em Cabo Verde com pelo menos a primeira dose das vacinas disponíveis no arquipélago, equivalente a 16% da população elegível (com mais de 18 anos), para uma meta de 70% estipulada para este ano.

Desse total, 26.324 são pessoas com mais de 60 anos, considerado um dos grupos prioritários no plano de vacinação, equivalente a 52,5% do previsto, 6.523 são doentes crónicos (26,6% do previsto no plano de vacinação), 1.328 polícias (28%), 770 militares (30,8%), 3.306 professores (16,5%) e 3.899 são profissionais do setor do turismo (25,7%), outro dos grupos prioritários.

"Temos que 16% da população adulta de cabo Verde já recebeu pelo menos uma dose da vacina, ainda é pouco, mas também é bastante animador", apontou o diretor nacional de Saúde.

Cabo Verde regista um acumulado de 32.039 casos do novo coronavírus desde 19 de março de 2020 (quando foi diagnosticado o primeiro infetado no arquipélago), distribuídos por todos os 22 municípios das nove ilhas habitadas, segundo os dados do Ministério da Saúde, e 283 óbitos.

O arquipélago regista hoje 646 casos ativos de covid-19 e soma 31.091 considerados recuperados da doença.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.868.393 mortos no mundo, resultantes de mais de 178,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PVJ // LFS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pandemia já matou pelo menos 4,09 milhões de pessoas no mundo

A pandemia de covid-19 matou, até hoje, pelo menos 4.093.263 pessoas no mundo desde o final de dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado pela agência de notícias francesa AFP com base em fontes oficiais.

Quatro portugueses detidos em Espanha por suposta violação de duas mulheres

Redação, 24 jul 2021 (Lusa) -- A polícia espanhola anunciou ter detido hoje quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país.

Polícia moçambicana detém militares em ajuntamento a beberem álcool e armados

Maputo, 24 jul 2021 (Lusa) -- A polícia moçambicana deteve na sexta-feira militares que bebiam álcool armados e fardados na cidade de Pemba, norte do país, num aglomerado, à noite, violando as medidas de prevenção de covid-19, anunciaram hoje as autoridades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.