Info

Número de casais com ambos os elementos no desemprego recua 4,9% em maio

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 21 jun 2021 (Lusa) - O número de casais com ambos os elementos inscritos nos centros de emprego recuou 4,9% em maio face ao mesmo mês de 2020, para 6.437, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

De acordo com o IEFP, do total de desempregados casados ou em união de facto, 12.874 (8,5%) têm também registo de que o seu cônjuge está igualmente inscrito como desempregado.

Assim, o número de casais em que ambos os cônjuges estão registados como desempregados foi, no final de maio de 2021, de 6.437, ou seja, -4,9% (-335 casais) do que no mês homólogo e de - 5,7% (-391 casais) em relação ao mês anterior.

Os casais nesta situação de duplo desemprego têm direito a uma majoração de 10% do valor da prestação de subsídio de desemprego que se encontrem a receber, quando tenham dependentes a cargo.

O IEFP começou a divulgar informação estatística sobre os casais com ambos os elementos desempregados em novembro de 2010, altura em que havia registo de 2.862 destas situações.

Segundo a informação também hoje divulgada pelo IEFP, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou 1,7% em maio em termos homólogos e 5,1% face a abril.

De acordo com o IEFP, no final de maio, estavam registados, nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 402.183 desempregados, num número que representa 68,5% de um total de 587.115 pedidos de emprego.

ICO // EA

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Desconvocada greve da Groundforce marcada para 31 de julho, 1 e 2 de agosto

Lisboa, 22 jul 2021 (Lusa) -- Os sindicatos dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA) e dos Economistas (SE) desconvocaram hoje a greve na Groundforce marcada para 31 de julho, 1 e 2 de agosto.

Governo avisa que a TAP vai pagar subsídios de férias diretamente aos trabalhadores da Groundforce 

A TAP vai pagar diretamente aos trabalhadores da Groundforce o valor correspondente ao subsídio de férias e às anuidades em atraso, anunciou hoje o Ministério das Infraestruturas e Habitação, em comunicado.

Governo recusou nacionalização da Groundforce para evitar "litigância"

O Governo não avançou com uma nacionalização da Groundforce para evitar "o risco de litigância" e dada a complexidade destes processos, disse hoje o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no parlamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.