Info

Tribunal de Contas vai estar "atento à boa execução" dos fundos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Redação, 21 jun 2021 (Lusa) -- O presidente do Tribunal de Contas (TdC), José Tavares, assegurou hoje que o organismo vai estar "atento à boa execução" dos fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) nacional.

"Vamos estar atentos à boa execução do PRR, tendo em vista a aplicação dos fundos aos fins a que se destinam e efetivando responsabilidades, se for caso disso", afirmou José Tavares durante a sessão de abertura da conferência "Fundos Europeus: Gestão, Controlo e Responsabilidades", uma iniciativa conjunta do TdC de Portugal e do Tribunal de Contas Europeu (TCE), no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (UE).

Na sua intervenção, o presidente do TdC apontou o papel "essencial" que este organismo desempenhará na prevenção dos "riscos de fraude e corrupção" na utilização dos fundos do PRR, mas também na garantia de "qualidade da organização", de "planeamento rigoroso" e de "eficiência da gestão" das verbas destinadas a relançar a economia portuguesa, após a crise sanitária gerada pela pandemia de covid-19.

Destacando a "enorme relevância" da contratação pública na implementação do plano de recuperação, José Tavares avançou que o TdC dispõe já de um grupo de trabalho para "dar seguimento" às alterações e às medidas especiais introduzidas ao Código dos Contratos Públicos (CPP).

PD // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Desconvocada greve da Groundforce marcada para 31 de julho, 1 e 2 de agosto

Lisboa, 22 jul 2021 (Lusa) -- Os sindicatos dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA) e dos Economistas (SE) desconvocaram hoje a greve na Groundforce marcada para 31 de julho, 1 e 2 de agosto.

Governo avisa que a TAP vai pagar subsídios de férias diretamente aos trabalhadores da Groundforce 

A TAP vai pagar diretamente aos trabalhadores da Groundforce o valor correspondente ao subsídio de férias e às anuidades em atraso, anunciou hoje o Ministério das Infraestruturas e Habitação, em comunicado.

Governo recusou nacionalização da Groundforce para evitar "litigância"

O Governo não avançou com uma nacionalização da Groundforce para evitar "o risco de litigância" e dada a complexidade destes processos, disse hoje o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no parlamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.