Info

Horta biológica em Ermesinde vai beneficiar mais de 170 famílias, escolas e associações

Horta biológica em Ermesinde vai beneficiar mais de 170 famílias, escolas e associações
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara de Valongo e a REN - Redes Energéticas Nacionais iniciaram hoje a construção de uma horta biológica em Ermesinde que vai beneficiar mais de 170 famílias, escolas e associações através da produção e consumo dos produtos hortícolas.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Valongo revela que começaram hoje, nos terrenos cedidos pela REN, os trabalhos de construção da Horta Biológica da Palmilheira, em Ermesinde.

Os 172 talhões ocupam 11.000 metros quadrados de terreno, sendo que 15 são elevados para pessoas com mobilidade condicionada, esclarece a autarquia.

Além de permitir a produção e o consumo dos produtos hortícolas biológicos pela população, a horta terá "charcos, hotéis de insetos, plantas aromáticas, ninhos" e outras iniciativas de promoção da biodiversidade e agricultura urbana.

O projeto de requalificação tem "como principais linhas orientadoras a promoção da sustentabilidade ambiental, o fortalecimento da inclusão social e o apoio às comunidades locais".

A iniciativa insere-se no projeto Horta à Porta da Lipor -- Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, que promove a construção de hortas comunitárias em oito municípios do Grande Porto (Ermesinde, Gondomar, Porto, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Valongo, Maia e Matosinhos).

Citado no comunicado, o presidente da Câmara de Valongo, José Manuel Ribeiro, salientou que "em boa hora a REN foi sensível" ao apelo feito pelo município e cedeu o terreno para implementar "aquela que será a maior horta biológica do concelho de Valongo e a segunda maior na área da Lipor".

O autarca, que falava à margem do ato de consignação da empreitada, afirmou que serão "mais de 170 famílias, escolas e associações a fazer compostagem dos resíduos biodegradáveis, a colher e a consumir produtos hortícolas biológicos e a usufruir de todos os benefícios da vida ao ar livre".

A par dos 172 talhões, o projeto da Horta Biológica da Palmilheira inclui seis abrigos para as ferramentas agrícolas e quatro passagens pedonais sobre a linha de água que atravessa o terreno, um charco para a promoção da biodiversidade e mobiliário urbano que visa os princípios da economia circular.

O valor da adjudicação da empreitada é de 106.792 mil euros, sendo o prazo de execução da mesma 63 dias, acrescenta o município.

A população interessada em ter um talhão na Horta Biológica da Palmilheira pode inscrever-se através da página oficial da Lipor (projeto Horta à Porta).

+ notícias: Norte

A diferença de tratamento face a Lisboa, a incapacidade de Vladimiro Feliz, o regresso do Selminho e muito Porto. O essencial da entrevista de Rui Moreira

Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, afirmou em entrevista exclusiva ao Porto Canal que se a proposta do 'drive thru' do Queimódromo, no Porto, para acelerar a vacinação contra a Covid-19 na região, fosse em Lisboa, ou se a Câmara fosse socialista, "já estaria a funcionar". Na primeira entrevista como candidato à autarquia portuense, Moreira disse que Vladimiro Feliz (candidato do PSD) "não apresenta uma proposta para a cidade" e que apenas vê o candidato social democrata a ter atos de "ventriloquismo" visto que apenas "diz o que o patrãp (Rui Rio) manda".

Dezenas de jovens com cerca de 20 anos foram vacinados contra a Covid-19 indevidamente no Porto. Task Force garante que não deveria ter acontecido

Vários jovens na casa dos 20 anos foram vacinados, esta quinta-feira, no Centro de Vacinação do Cerco, no Porto. A Task Force garante que isto não deveria ter acontecido. A vacinação aberta foi promovida nas redes sociais pela Junta de Freguesia, que diz ter recebido indicações das autoridades de saúde do Porto Oriental.

Atraso na vacinação cria longas filas de espera no Centro de Vacinação do Regimento de Transmissões do Exército na Circunvalação, Porto

O Centro de Vacinação do Regimento de Transmissões do Exército na Circunvalação, no Porto, está com longas filas de espera, segundo apurou o Porto Canal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.