Info

Marcelo saudado por multidão ao longo de oito quilómetros durante duas horas em Bissau

Marcelo saudado por multidão ao longo de oito quilómetros durante duas horas em Bissau
presidencia.pt
| Política
Porto Canal com Lusa

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, foi esta noite saudado por uma multidão à chegada a Bissau, milhares de pessoas espalhadas continuamente ao longo dos cerca de oito quilómetros que distanciam o aeroporto do centro da cidade.

O chefe de Estado português levou duas horas a percorrer este trajeto, pela Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, grande parte do tempo acenando empoleirado na porta da viatura onde seguia acompanhado pela ministra de Estado e dos Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau, Suzi Barbosa.

Marcelo Rebelo de Sousa saiu várias vezes do carro para ir ao encontro da multidão efusiva, provocando grande agitação nas forças de segurança. À sua passagem, pessoas corriam e gritavam "Presi, Presi", outras agradeciam a sua vinda, ao fim 31 anos sem uma visita oficial de um Presidente português a este país.

Também se ouvia o nome do Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, e pedidos de vistos para entrar em Portugal: "Visa, visa".

Já no final da avenida, artistas cantavam e dançavam num palco improvisado no cimo de um camião, que acompanhou parte do percurso da longa comitiva de Marcelo Rebelo de Sousa, composta por dezenas de viaturas.

O chefe de Estado saiu do Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira pelas 20:10 locais (21:10 em Lisboa) e chegou ao destino, uma unidade hoteleira onde o esperavam representantes da comunidade portuguesa na Guiné-Bissau, duas horas depois.

Já junto ao hotel, ainda fez um desvio para ir cumprimentar mais pessoas que se concentravam do outro lado da estrada.

+ notícias: Política

António Oliveira já não será candidato do PSD à Câmara de Vila Nova de Gaia

António Oliveira já não vai ser o candidato do PSD à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia nas próximas eleições Autárquicas, apurou o Porto Canal. 

Parecer de Bruxelas ao PRR de tal forma positivo que Portugal pode já avançar

O primeiro-ministro admitiu hoje que teria preferido a aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência pelo Conselho ainda em junho, mas salientou que o parecer da Comissão "é de tal forma positivo" que permite a Portugal "arrancar" desde já.

Primeiro Ministro alerta que é fundamental conter situação em Lisboa para Portugal não cair no 'vermelho'

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje "fundamental" conter o aumento de casos de covid-19 na região de Lisboa e evitar a sua propagação ao resto do país, para que Portugal não caia no "vermelho" em pleno verão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.