Info

Covid-19: Angola com número recorde de 18 mortes e mais 154 casos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Luanda, 17 mai 2021 (Lusa) -- Angola registou um número recorde de 18 mortes em 24 horas devido à covid-19, bem como 154 novas infeções, anunciou hoje o secretário de Estado angolano para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

"Pela primeira vez, registámos um número elevado de mortes", realçou o governante.

As autoridades de saúde reportaram a morte de 12 homens e de seis mulheres, entre 30 e 81 anos, dos quais 11 em Luanda, quatro na Huíla e três em Cabinda, todos de nacionalidade angolana.

Dos 154 novos casos, 131 foram registados em Luanda, 14 no Huambo, quatro na Huíla, três no Bié, um em Benguela e um no Zaire, com idades de 8 meses a 83 anos, sendo 92 de sexo masculino e 62 do feminino.

Outras 280 pessoas recuperaram da doença, com idades entre 1 e 83 anos, das quais 253 em Luanda.

Angola passa a ter assim um total de 30.791 casos, 677 óbitos, 25.995 recuperados e 4.119 ativos, dos quais 23 em estado crítico, 42 graves, 165 moderados e 54 leves.

Estão internados 284 doentes.

Foram processadas neste período 1.115 amostras, num cumulativo de 542.067 amostras processadas até à data.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.381.042 mortos no mundo, resultantes de mais de 162,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

RCR // LFS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pandemia já matou pelo menos 4,09 milhões de pessoas no mundo

A pandemia de covid-19 matou, até hoje, pelo menos 4.093.263 pessoas no mundo desde o final de dezembro de 2019, segundo um levantamento realizado pela agência de notícias francesa AFP com base em fontes oficiais.

Quatro portugueses detidos em Espanha por suposta violação de duas mulheres

Redação, 24 jul 2021 (Lusa) -- A polícia espanhola anunciou ter detido hoje quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país.

Polícia moçambicana detém militares em ajuntamento a beberem álcool e armados

Maputo, 24 jul 2021 (Lusa) -- A polícia moçambicana deteve na sexta-feira militares que bebiam álcool armados e fardados na cidade de Pemba, norte do país, num aglomerado, à noite, violando as medidas de prevenção de covid-19, anunciaram hoje as autoridades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

O efeito do observador - Centro de...