Info

Covid-19: Angola com número recorde de 18 mortes e mais 154 casos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Luanda, 17 mai 2021 (Lusa) -- Angola registou um número recorde de 18 mortes em 24 horas devido à covid-19, bem como 154 novas infeções, anunciou hoje o secretário de Estado angolano para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

"Pela primeira vez, registámos um número elevado de mortes", realçou o governante.

As autoridades de saúde reportaram a morte de 12 homens e de seis mulheres, entre 30 e 81 anos, dos quais 11 em Luanda, quatro na Huíla e três em Cabinda, todos de nacionalidade angolana.

Dos 154 novos casos, 131 foram registados em Luanda, 14 no Huambo, quatro na Huíla, três no Bié, um em Benguela e um no Zaire, com idades de 8 meses a 83 anos, sendo 92 de sexo masculino e 62 do feminino.

Outras 280 pessoas recuperaram da doença, com idades entre 1 e 83 anos, das quais 253 em Luanda.

Angola passa a ter assim um total de 30.791 casos, 677 óbitos, 25.995 recuperados e 4.119 ativos, dos quais 23 em estado crítico, 42 graves, 165 moderados e 54 leves.

Estão internados 284 doentes.

Foram processadas neste período 1.115 amostras, num cumulativo de 542.067 amostras processadas até à data.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.381.042 mortos no mundo, resultantes de mais de 162,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

RCR // LFS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Jovens entre os 12 e os 18 anos estão impedidas de ir às aulas e professor pede ajuda internacional no Afeganistão

Quase quatro milhões de crianças, entre os 12 e os 18 anos, estão impedidas de ir à escola, no Afeganistão e, um professor pede ajuda internacional a pedir que instituições de todo o mundo possam dar-lhes aulas online para que consigam continuar a estudar.

Covid-19: Bolsonaro diz não ter culpa de 'absolutamente nada' na pandemia

São Paulo, 20 out 2021 (Lusa) -- O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, garantiu hoje que ele e o seu Governo não têm culpa de "absolutamente nada" em relação ao agravamento da pandemia no país, que já matou mais de 603.855 mil brasileiros e infetou outros 21,6 milhões.

Guiné-Conacri defende reforço da cooperação com a Guiné-Bissau

Bissau, 20 out 2021 (Lusa) -- O Presidente de transição da Guiné-Conacri, o coronel Mamadi Doumbouya, defendeu hoje um reforço da cooperação com a Guiné-Bissau no âmbito de uma visita que o chefe de Estado guineense, Umaro Sissoco Embaló, efetuou ao país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS