Info

Pena de 14 anos de prisão para homem de Gondomar por abuso sexual de menor dependente

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 08 abr 2021 (Lusa) - O tribunal do Porto condenou um homem de Gondomar a 14 anos de prisão por abusar sexualmente, ao longo de seis anos, da filha menor da sua companheira, com quem coabitava, informou hoje o Ministério Público (MP).

Um coletivo de juízes do tribunal de São João Novo, a principal instância criminal do Porto, considerou provada a prática de mais de centena e meia de crimes: 14 de abuso sexual de criança agravados, 138 de abuso sexual de menores dependentes agravados e um de ofensa à integridade física simples.

Além da pena de prisão, o homem foi condenado a pagar à ofendida 50 mil euros a título de indemnização pelos danos não patrimoniais.

"Em causa estiveram condutas de trato de natureza sexual, praticadas ao longo de quase seis anos, iniciadas quando a ofendida tinha 12 anos de idade e aproveitando-se o arguido dos momentos em que a companheira saía da residência para trabalhar", indica o MP, em nota publicada hoje na página de Internet da Procuradoria do Porto.

Na fixação da pena, o tribunal teve em consideração, entre outros fatores, "os elevados graus de ilicitude e culpa, as consequências psíquicas que resultaram para a ofendida e as elevadas exigências de prevenção geral, face à frequência com que ocorre este tipo de crime e ao sentimento de repulsa, intranquilidade e insegurança que provoca na comunidade", afirma o MP.

Até que o acórdão transite em julgado, o arguido vai manter a medida de coação de prisão preventiva.

JGJ // JAP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Norte Litoral entre os munícpios com mais desemprego e mais atingidos pela pandemia

Os municípios com mais desemprego são os mais afetadas pela pandemia, segundo um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública, que mostra que os mais atingidos são sempre os mesmos 20 concelhos, maioritariamente da região norte litoral.

Homem colhido mortalmente por comboio em Famalicão

Um homem foi hoje colhido mortalmente por um comboio em Calendário, Vila Nova de Famalicão, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga.

Arrendamento de escritórios cai 17% no Grande Porto em 2020

As áreas arrendadas para escritórios em 2020 diminuíram 29% na Grande Lisboa e 17% no Grande Porto, prevendo a Cushman & Wakefield uma manutenção do abrandamento da procura este ano, com "início de recuperação" no segundo semestre.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m