Info

Companhia de teatro representa Kafka ao telefone e dedica a peça aos "artistas da fome"

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 30 mar 2021 (Lusa) -- A companhia de teatro Visões Úteis representa, ao telefone, a peça "Um Artista da Fome", a partir de Franz Kafka, numa temporada que se estende até dia 17, dedicada aos profissionais esquecidos, anunciou hoje esta estrutura do Porto.

"Até ao próximo dia 17 de abril", dois dias antes da reabertura prevista para as salas de espetáculo, de acordo com o "plano de desconfinamento" anunciado pelo Governo, "a companhia Visões Úteis continua a disponibilizar, todas as quintas e sábados, a peça para a chamada de voz 'Um Artista da Fome', adaptação do conto homónimo de Franz Kafka", lê-se no sítio da Internet da companhia.

O conto em que a peça se inspira, "Ein Hungerkünstler", no original, é conhecido pela ironia e pelo absurdo da situação, de elogio à chamada "arte da fome". O protagonista tem um espetáculo de jejum, a sua expressão preferida, que se vê forçado a interromper. Ele jejua por gosto, dentro de uma jaula, e odeia o público quando este o julga em sofrimento. Ofende-se quando suspeitam de que se alimenta em privado, ou quando se afastam para que o faça. O seu objetivo é jejuar, bater recordes de jejum, levar a arte do jejum ao limite. Mas chega o dia em que tem de sair de cena.

A Visões Úteis dedica o espetáculo a todos os "Artistas da Fome que são esquecidos pelo Estado português" e indica que o valor do bilhete, no mínimo de quatro euros, é destinado à Apuro - Associação Cultural e Filantrópica que tem ajudado artistas, em particular ao longo do último ano de pandemia e da paralisação que provocou no setor.

A inscrição para ver a peça é feita através do atalho https://eu.jotform.com/build/210462925008349, e o espetáculo é "de um para um", transformando-se num "momento irrepetível que fica entre o ator e o espetador", explicou Ana Prata, responsável pela coordenação de produção.

A peça "Um Artista da Fome" conta com Carlos Costa na direção e dramaturgia e João Oliveira na interpretação e cocriação. A coordenação de produção ficou a cargo de Alice Prata, a produção executiva, de Pedro Monteiro, e a imagem ficou a cargo da Visões Úteis, a partir de desenho de José A. Nunes.

De acordo com o novo 'plano de desconfinamento' do Governo, anunciado em 11 de março, os teatros, auditórios, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir a partir de 19 de abril.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.792.586 mortos no mundo, resultantes de mais de 127 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.845 pessoas dos 821.104 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CCM // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Jovem de 23 anos em estado grave após violenta colisão em Barcelos

Uma violenta colisão entre dois veículos ligeiros provocou um ferido grave, um jovem de 23 anos, e um ferido ligeiro, ao início da noite desta terça-feira, em Barqueiros, Barcelos, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Ponte móvel em Matosinhos reabre hoje após mais de um mês em manutenção

A ponte móvel de Leixões, em Matosinhos, encerrada ao trânsito automóvel e pedestre desde dia 30 de março, reabre hoje às 18:00, anunciou a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Porto Design Biennale quer colocar sociedade a pensar noutras realidades

Porto Design Biennale quer colocar sociedade a pensar noutras realidades

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m