Info

Covid-19: Alemanha com 8 mil novas infeções e 422 mortos nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Berlim, 24 fev 2021 (Lusa) -- A Alemanha registou 8.007 novas infeções e 422 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com os últimos dados do Instituto Robert Koch (RKO).

Há uma semana, foram contabilizados 7.556 novas infeções e 560 óbitos no país. O recorde de novos contágios ocorreu em 18 de dezembro, com 33.777 casos, e a de mortes em 14 de janeiro, com 1.244.

A incidência de novas infeções pelo SARS-CoV-2 no país caiu para 60 casos por 100.000 habitantes por semana e já se debate publicamente o relaxamento do confinamento, apesar de o Governo alertar para uma nova onda de contágios.

A incidência média no país é atualmente de 59,3 casos positivos por 100 mil habitantes em sete dias, após ter subido para 60,5 casos na terça-feira.

Há quatro semanas, registava-se 101,0 casos positivos em 100 mil habitantes semanalmente, sendo que o pico foi alcançado em 22 de dezembro, com 197,6 casos.

Desde o início da pandemia, o número total de positivos verificados situa-se em 2.402.818 - dos quais 2.217.700 são pacientes considerados recuperados - e o de mortes é de 2.217.700.

Durante várias semanas, observou-se uma diminuição contínua das infeções, mas nos últimos dias houve um ligeiro aumento.

A chanceler Angela Merkel, defensora de uma linha muito cautelosa no que diz respeito à flexibilização das restrições vigentes desde novembro, alertou na terça-feira que a Alemanha já está na terceira onda de infeções.

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, comparecerá hoje perante o Bundestag (Parlamento Federal) para avaliar a situação da pandemia, bem como para falar do seu plano de oferecer testes rápidos gratuitos a toda a população.

O Ministério do Interior anunciou na terça-feira a extensão dos controlos com as fronteiras da Áustria e da República Checa até ao dia 03 de março, na tentativa de travar a entrada das novas variantes do SARS-CoV-2.

A medida, implementada em 14 de fevereiro, encontra críticas dos países afetados e da União Europeia (UE), por implicar uma limitação da livre circulação no espaço Schengen.

Somente alemães ou residentes no país, trabalhadores transnacionais, camionistas e setores essenciais podem entrar, mas se exige um teste negativo até 48 horas antes da viagem.

A percentagem de infeções relacionadas às novas variantes, principalmente a detetada no Reino Unido, já chega a 30% do total entre os casos detetados na Alemanha, segundo a Federação Alemã de Laboratórios (ALM). Há uma semana, a percentagem era de 20%.

Merkel vai encontrar-se com líderes regionais na próxima quarta-feira para determinar os próximos passos. Na reunião anterior, foi acordado estender as restrições até pelo menos 07 de março.

Desde o início de novembro, restaurantes e os setores do lazer e cultura estão encerrados e, em dezembro, também foi fechado o comércio não essencial.

A atividade escolar presencial, interrompida desde dezembro, foi retomada esta semana na maior parte dos Estados alemães, embora cada território esteja a decidir os seus critérios para este retorno às aulas.

CSR // SB

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Príncipe Filipe de Inglaterra morreu aos 99 anos

 O duque de Edimburgo, príncipe consorte da Rainha Isabel II, morreu hoje aos 99 anos, anunciou o Palácio de Buckingham. 

Covid-19: EMA vai ter em conta sugestão britânica sobre vacina da AstraZeneca em jovens

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) disse hoje que a União Europeia (UE) terá "em conta" a recomendação de especialistas britânicos que sugeriram alternativas à administração da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 para menores de 30 anos.

Regulador da UE compara risco de coágulos com vacina da AstraZeneca ao da pílula

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) comparou hoje o risco de formação de coágulos sanguíneos após a toma da vacina da contra a covid-19 da farmacêutica AstraZeneca ao da toma de contracetivos hormonais como a pílula.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m