Info

Covid-19: Mundo regista 2,22 milhões de mortes desde o início da pandemia

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 31 jan 2021 (Lusa) -- A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.227.605 pessoas em todo o mundo desde que a China relatou o primeiro caso da doença no final de dezembro de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Presse (AFP).

Mais de 102.878.810 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia, dos quais pelo menos 62.454.800 já são considerados curados.

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 8.457 óbitos e 404.266 novos casos da doença covid-19 em todo o mundo, segundo os dados reunidos pela agência noticiosa francesa.

A AFP esclarece que estes números estão fundamentados nos balanços fornecidos diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país e excluem as revisões realizadas posteriormente por organismos de estatística, como ocorre na Rússia, Espanha e no Reino Unido.

Os países que assinalaram o maior número de novas mortes nos seus relatórios mais recentes são os EUA, com 1.955 novas mortes, Reino Unido (487) e Brasil (559).

Os EUA são o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 441.331 mortes para 26.187.424 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Seguem-se o Brasil, com 224.504 óbitos e 9.204.731 casos, o México, com 158.536 óbitos e 1.864.260 casos, a Índia, com 154.392 óbitos e 10.757.610 casos, e o Reino Unido, com 106.158 mortos e 3.817.176 casos.

Entre os países mais atingidos, a Bélgica continua a ser o que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 182 mortes por 100.000 habitantes, seguida pela Eslovénia (168), Reino Unido (156), República Checa (153) e Itália (146).

Por regiões do mundo, a Europa totaliza até hoje (às 11:00 em Lisboa) 738.573 mortes em 33.409.695 casos confirmados, a América Latina e as Caraíbas somavam 597.439 mortes (18.924.598 casos), os Estados Unidos e Canadá 461.347 mortes (26.964.985 casos), a Ásia 240.696 mortes (15.234.753 casos), o Médio Oriente 97.626 mortes (4.743.191 casos), a África 90.469 mortes (3.555.504 casos) e a Oceânia 945 mortes (31.707 casos).

Desde o início da pandemia, o número de testes de diagnóstico realizados aumentou significativamente e as técnicas de despistagem e rastreio melhoraram, levando a um aumento nas infeções registadas e declaradas.

No entanto, a AFP alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número total de infeções, com uma grande proporção dos casos menos graves ou assintomáticos a nem sempre serem detetados.

Este balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Devido a correções feitas pelas autoridades ou a notificações tardias, o aumento dos números diários pode não corresponder exatamente aos dados publicados no dia anterior, segundo referiu a AFP.

AXYG // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

União Europeia assina contrato com a Pfizer para comprar 1,8 mil milhões de doses de vacinas

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou hoje um novo contrato para comprar até 1,8 mil milhões de doses de vacinas contra a covid-19 da BioNTech-Pfizer, até 2023.

Covid-19: BioNTech confiante na eficácia de sua vacina contra a variante indiana

O fundador e diretor do laboratório BioNTech, Ugur Sahin, disse hoje estar "confiante" na eficácia da sua vacina, desenvolvida com o grupo americano Pfizer, contra a variante indiana da covid-19.

Pelo menos 50 pessoas hospitalizadas após confrontos com a polícia em Jerusalém

Jerusalém, 10 mai 2021 (Lusa) - Pelo menos 50 palestinianos foram hoje hospitalizados depois de confrontos com a polícia israelita na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, segundo fontes médicas locais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m