Info

Covid-19: Itália regista 15.204 infeções e 467 mortes nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Roma, 27 jan 2021 (Lusa) -- A Itália registou 15.204 novas infeções de covid-19 e 467 mortes nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde, o que representa o maior aumento nos últimos 10 dias, mas com um número elevado de testes.

No total, 2.501.147 pessoas foram infetadas no país desde o início da emergência sanitária no país, em fevereiro de 2020.

Os contágios aumentaram hoje para 15.204, mais quatro mil do que na terça-feira, um aumento notável que coincide com o maior número de testes realizados para detetar a doença.

Nas últimas 24 horas foram realizados quase 300.000 testes, aos quais se somam os antígenos.

Por outro lado, a pressão hospitalar continua a diminuir, já que dos 477.969 casos atualmente positivos, 21.161 estão hospitalizados com diferentes sintomas, menos 194 do que na terça-feira.

Por outro lado, 2.352 pacientes estão internados em Unidades de Cuidados Intensivos, o que representa menos 20 pessoas desde o dia anterior.

A campanha de vacinação continua apesar do atraso na entrega das doses pelas empresas farmacêuticas e já foram fornecidas 1.575.258 doses, sendo que 270.269 pessoas já receberam as duas injeções da vacina.

O mapa italiano, dividido pelas três cores que diferenciam o nível de risco de cada região, é maioritariamente laranja (nível médio), com 14 regiões nesse nível, a vermelho (nível máximo) estão a Província Autónoma de Bolzano, no norte do país e a ilha da Sicília, a sul.

Nas áreas amarelas, o nível mais baixo, continuam a Campânia, Basilicata, Molise, Trento e Toscana.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

AXYG // EL

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Nova variante do coronavírus chama-se Omicron e é de preocupação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje como "de preocupação" a nova variante B.1.1.529 do coronavírus que causa a covid-19, detetada pela primeira vez na África do Sul, e designou-a pelo nome Omicron.

Putin contacta Erdogan e critica utilização de drones turcos pela Ucrânia

Moscovo, 03 dez 2021 (Lusa) -- O Presidente turco, Vladimir Putin, criticou hoje em contacto telefónico com o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, a utilização de drones turcos pela Ucrânia na região do Donbas, controlada pelos separatistas pró-russos.

Covid-19: Incidência em Espanha sobe 14 pontos para 248 casos

Madrid, 03 dez 2021 (Lusa) -- A incidência de covid-19 em Espanha aumentou para 248 casos por 100.000 habitantes, com 13.738 novas infeções, enquanto a pressão hospitalar nas unidades de cuidados intensivos subiu para 8,84%.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.