Info

Covid-19: São Tomé regista 11 novos casos em 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

São Tomé, 27 jan 2021 (Lusa) - São Tomé e Príncipe registou 11 novos casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, elevando o total acumulado para 1.221, anunciou hoje a porta-voz do Ministério da Saúde, Isabel dos Santos.

De acordo com a fonte, um paciente continua internado no hospital de campanha em são Tomé e outros dois na Região Autónoma do Príncipe.

O total de cidadãos sob vigilância em isolamento domiciliar em São Tomé é 153, enquanto a ilha do Príncipe tem 41.

Nas últimas 24 horas, duas pessoas foram consideradas recuperadas e não houve óbitos a assinalar.

São Tomé e Príncipe tem neste momento um total acumulado de infeções pelo novo coronavírus de 1.221 pessoas, 1.007 recuperadas, 197 sob vigilância domiciliar e 17 mortes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.159.155 mortos resultantes de mais de 100 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 11.305 pessoas dos 668.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

MYB // JH

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Nova variante do coronavírus chama-se Omicron e é de preocupação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje como "de preocupação" a nova variante B.1.1.529 do coronavírus que causa a covid-19, detetada pela primeira vez na África do Sul, e designou-a pelo nome Omicron.

Líbia: Tribunal restabelece candidatura de filho de Kadhafi às presidenciais (media)

Tripoli, 02 dez 2021 (Lusa) -- O Tribunal de Recurso de Sabha (sul da Líbia), restabeleceu hoje a aprovação formal da candidatura de Seif al-Islam Kadhafi, filho do antigo ditador Muammar Kadhafi, às eleições presidenciais de 24 deste mês, indicou a imprensa local.

Covid-19: Itália vai começar a vacinar crianças a partir de 16 de dezembro

Roma, 02 dez 2021 (Lusa) -- A Itália vai começar a vacinar crianças entre os cinco e 12 anos contra a covid-19 a partir de 16 de dezembro, anunciou hoje o gabinete do comissário especial designado pelo governo para gerir a pandemia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.