Covid-19: Enfermarias e cuidados intensivos do Centro com lotação acima dos 90%

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 19 jan 2021 (Lusa) - As taxas de ocupação em enfermaria e unidade de cuidados intensivos para doentes covid-19 na região Centro estão acima dos 90%, disse hoje à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

Segundo a ARSC, as enfermarias dos hospitais da região estão com uma taxa de ocupação de 93%, idêntica a segunda-feira, e as unidades de cuidados intensivos passaram de 89 para 91%.

Às 23:59 de segunda-feira, estavam internadas 1.074 pessoas em enfermaria e 117 em unidades de cuidados intensivos, dos quais 81 ventilados.

Atualmente, existem 1.160 camas ativas de enfermaria para covid-19 e 129 de unidades de cuidados intensivos.

Na segunda-feira, a região Centro registou 36 óbitos em meio hospitalar, 143 novas admissões de doentes, duas altas médicas de unidades de cuidados intensivos e 82 altas de enfermarias.

Ainda durante o dia de segunda-feira foram abertas 37 novas camas em enfermaria para doentes da covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.031.048 mortos resultantes de mais de 94,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.028 pessoas dos 556.503 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

AMV // SSS

Lusa/fim

+ notícias: País

Mais de 70% dos emigrantes querem regressar a Portugal

Mais de 70% dos portugueses residentes no estrangeiro querem regressar a Portugal, a médio ou longo prazo, e 73% já investiram ou consideram como provável investir no seu país, segundo um inquérito da Sedes divulgado hoje.

Temperaturas sobem a partir de 4.ª e podem atingir 40 graus em algumas regiões

As temperaturas vão subir a partir de quarta-feira em Portugal continental, podendo atingir os 40 graus Celsius na quinta-feira em algumas regiões, levando a um aumento significativo do perigo de incêndio rural, Segundo o IPMA.

TAP: "Reconhecemos que não estamos a oferecer serviço de excelência"

Christine Ourmières-Widener, presidente executiva da TAP, reconheceu, esta segunda-feira, que a companhia aérea não "está a oferecer o serviço de excelência" que planeou, face à crise que o transporte aéreo atravessa e que "este fim de semana não foi fácil para a TAP devido a constrangimentos vários".