Info

Covid-19: Índia com 137 mortos e mais de dez mil casos nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Nova Deli, 19 jan 2021 (Lusa) - A Índia registou 137 mortes por covid-19 e 10.064 casos nas últimas 24 horas, informaram hoje as autoridades indianas.

Desde o início da pandemia, a Índia contabilizou mais de 10,5 milhões de casos do novo coronavírus (10.581.837), mantendo-se como o segundo país com mais infeções, atrás dos Estados Unidos.

Com um total de 152.556 mortes, a Índia é o terceiro país do mundo com mais óbitos, a seguir aos Estados Unidos e ao Brasil, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

O país tem atualmente 200.528 casos ativos da doença.

Cerca de 300 milhões de pessoas (o equivalente à população dos Estados Unidos) deverão ser inoculadas até julho, na primeira fase da campanha de vacinação, num país com 1,3 mil milhões de habitantes.

A pandemia da covid-19 provocou, pelo menos, 2.031.048 mortos resultantes de mais de 94,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência noticiosa francesa AFP.

A covid-19 é uma doença respiratória causada por um novo coronavírus (tipo de vírus) detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

MIM // JMC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Nova variante do coronavírus chama-se Omicron e é de preocupação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje como "de preocupação" a nova variante B.1.1.529 do coronavírus que causa a covid-19, detetada pela primeira vez na África do Sul, e designou-a pelo nome Omicron.

Líbia: Tribunal restabelece candidatura de filho de Kadhafi às presidenciais (media)

Tripoli, 02 dez 2021 (Lusa) -- O Tribunal de Recurso de Sabha (sul da Líbia), restabeleceu hoje a aprovação formal da candidatura de Seif al-Islam Kadhafi, filho do antigo ditador Muammar Kadhafi, às eleições presidenciais de 24 deste mês, indicou a imprensa local.

Covid-19: Itália vai começar a vacinar crianças a partir de 16 de dezembro

Roma, 02 dez 2021 (Lusa) -- A Itália vai começar a vacinar crianças entre os cinco e 12 anos contra a covid-19 a partir de 16 de dezembro, anunciou hoje o gabinete do comissário especial designado pelo governo para gerir a pandemia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS