Info

Covid-19: Angola reporta 110 novos casos, cinco óbitos e 122 recuperações

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Luanda, 17 jan 2021 (Lusa) - Angola registou, nas últimas 24 horas, 110 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, cinco óbitos e 122 pessoas recuperadas, segundo o boletim epidemiológico da Direção Nacional de Saúde Pública hoje divulgado.

Os novos casos foram notificados na Lunda Sul (41), Cuanza Sul (23), Luanda (19), Bié (8), Huambo (6), Zaire (5), Huíla (3) e Moxico (2).

As idades variam entre 2 e 90 anos, sendo 64 do sexo masculino e 46 feminino.

Neste período, cinco pessoas morreram devido à covid-19 e outras 122 foram consideradas como recuperadas.

Os laboratórios angolanos processaram 1.261 amostras por RT-PCR, num cumulativo de 334.345 testes realizados.

Desde o início da pandemia, Angola contabiliza um total de 18.875 casos, incluindo 16.347 recuperados, 2.109 ativos (entre os quais nove críticos e oito graves) e 436 óbitos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.022.740 mortos resultantes de mais de 94,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

RCR // JH

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Nova variante do coronavírus chama-se Omicron e é de preocupação

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje como "de preocupação" a nova variante B.1.1.529 do coronavírus que causa a covid-19, detetada pela primeira vez na África do Sul, e designou-a pelo nome Omicron.

Líbia: Tribunal restabelece candidatura de filho de Kadhafi às presidenciais (media)

Tripoli, 02 dez 2021 (Lusa) -- O Tribunal de Recurso de Sabha (sul da Líbia), restabeleceu hoje a aprovação formal da candidatura de Seif al-Islam Kadhafi, filho do antigo ditador Muammar Kadhafi, às eleições presidenciais de 24 deste mês, indicou a imprensa local.

Covid-19: Itália vai começar a vacinar crianças a partir de 16 de dezembro

Roma, 02 dez 2021 (Lusa) -- A Itália vai começar a vacinar crianças entre os cinco e 12 anos contra a covid-19 a partir de 16 de dezembro, anunciou hoje o gabinete do comissário especial designado pelo governo para gerir a pandemia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS