Covid-19: Hospitais da ARSLVT com 2.054 doentes internados

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 17 jan 2021 (Lusa) -- Os hospitais da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo têm hoje internados 2.054 doentes com covid-19, dos quais 1.808 em enfermaria e 243 em Unidades de Cuidados Intensivos, disse à Lusa fonte da ARSLVT.

Há ainda três doentes em hospitalização domiciliária, segundo a mesma fonte.

Em resposta a questões colocados pela Lusa, a ARSLVT afirmou que no atual contexto de pandemia, possui acordos para internamento de utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) com as seguintes instituições dos setores privado, social e militar: Doentes covid -- CUF Tejo, Hospital da Luz, Hospital das Forças Armadas e Centro de Apoio Militar (CAM/Belém) e doentes não-covid -- Hospital do SAMS, CUF Sintra, Hospital da Cruz Vermelha, Residências Montepio, Santa Casa da Misericórdia (SCM) do Entroncamento, SCM de Leiria, Montepio Caldas da Rainha, Clinigrande, Sanfil-Leiria, Clínica de S. João de Deus, SCM de Lisboa -- Hospital Ortopédico de San'tana.

"Em breve terá início o acordo com o Hospital Trofa Saúde Amadora", acrescentou, justificando que os hospitais da região têm estado a "adaptar a sua resposta à evolução epidemiológica".

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.022.740 mortes, resultantes de mais de 94,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.709 pessoas em 532.416 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

AH // EA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Período de isolamento por covid-19 vai passar de sete para cinco dias

 O período de isolamento por covid-19 vai passar de sete para cinco dias e a situação de alerta devido à pandemia vai manter-se até ao final de julho, anunciou hoje a ministra da Presidência.

Marta Temido pede desculpa pelos problemas no SNS

Marta Temido pediu desculpa pelos problemas do Serviço Nacional de Saúde.

Incêndios: Vinte e dois concelhos de quatro distritos em perigo máximo

Vinte e dois concelhos dos distritos de Santarém, Castelo Branco, Portalegre e Faro apresentam hoje um perigo máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).