Info

Fizemos tudo o que estava ao alcance para evitar este confinamento - Costa

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 jan 2021 (Lusa) - O primeiro-ministro considerou hoje que se fez tudo o que estava ao alcance para evitar agora um novo confinamento geral, admitindo que as medidas menos restritivas no período de Natal motivaram também comportamentos menos restritivos.

Esta posição foi assumida por António Costa em entrevista à TVI, horas antes de entrar em vigor o confinamento geral para contenção da covid-19, que se prolongará pelo menos até 30 de janeiro.

"Acho que fizemos tudo o que estava ao nosso alcance, coletivamente o país, para evitarmos esta situação", declarou o líder do executivo, numa alusão ao crescimento de casos diários de novas infeções com o novo coronavírus e de óbitos por covid-19 em Portugal, sobretudo na presente semana.

António Costa defendeu que o país foi resistindo "à segunda onda" da covid-19 e admitiu que as medidas menos restritivas aplicadas no período de Natal estão entre os fatores que causaram a expansão da epidemia.

"O facto de termos medidas mais restritivas no Natal levou também as pessoas a terem comportamentos menos restritivos", disse.

PMF // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Lei Autárquica: autarcas independentes querem a extinção da CNE 

Os presidentes de câmara eleitos em grupos de cidadãos querem a extinção da Comissão Nacional de Eleições. Segundo os autarcas independentes a CNE está a discriminar os movimentos independentes em relação aos partidos.

Operação Marquês: PR diz que "não pode nem deve comentar o que diz respeito ao poder judicial"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, escusou-se hoje a fazer qualquer comentário à decisão instrutória do processo relativo à Operação Marquês, considerando "não pode nem deve comentar o que diz respeito ao poder judicial".

Marcelo concorda com Costa sobre falta de poderes da EMA nas vacinas

O Presidente da República concordou hoje com o primeiro-ministro sobre a necessidade de a Agência Europeia de Medicamento (EMA) ter mais poder para que cada estado não tenha uma posição diferente sobre vacinas contra a covid-19.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Zoom Zoom Z o o m