Info

Covid-19: África com mais 718 mortes e 30.845 casos nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 jan 2021 (Lusa) -- África registou nas últimas 24 horas mais 718 mortes por covid-19, para um total de 73.423, e 30.845 novos casos de infeção, segundo os últimos dados oficiais da pandemia no continente.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de infetados é de 3.081.881 e o de recuperados nos 55 Estados-membros da organização nas últimas 24 horas foi de 16.601 para um total de 2.483.033 desde o início da pandemia.

A África Austral continua como a região mais afetada, registando 1.410.169 infetados e 36.133 mortes. Só a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, regista 1.246.643 casos e 33.579 mortos.

O Norte de África é a segunda zona mais afetada pela pandemia, com 989.483 casos e 26.092 vítimas mortais.

A África Oriental contabiliza 336.206 infeções e 6.219 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 267.599 e o de mortes ascende aos 3.468, e na África Central estão contabilizados 78.424 casos e 1.511 óbitos.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 8.249 mortos e passou hoje os 150 mil infetados (150.753), seguindo-se Marrocos, com 7.767 vítimas mortais e 452.988 infetados.

Entre os seis países mais afetados estão também a Tunísia, com 5.284 mortos e 162.350 infetados, a Argélia, com 2.812 óbitos e 102.369 casos, a Etiópia, com 2.003 vítimas mortais e 128.616 infeções, e o Quénia, com 1.713 óbitos e 98.334 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Angola regista 420 óbitos e 18.254 casos, seguindo-se Moçambique (197 mortos e 22.334 casos), Cabo Verde (115 mortos e 12.433 casos), Guiné Equatorial (86 mortos e 5.296 casos), Guiné-Bissau (45 mortos e 2.478 casos) e São Tomé e Príncipe (17 mortos e 1.066 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.934.693 mortos resultantes de mais de 90,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

VM // PJA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Uganda reclama lugar permanente de África no Conselho de Segurança da ONU

Kampala, 20 jan 2022 (Lusa) - O Presidente do Uganda, Yoweri Museveni, reclamou hoje reformas no Conselho de Segurança das Nações Unidas que deem ao continente africano representação permanente naquele órgão, mudanças que poderiam impedir "a agressão contra a África".

Ucrânia: Biden sublinha que qualquer incursão de tropas russas será considerada "invasão"

Washington, 20 jan 2022 (Lusa) -- O Presidente norte-americano, Joe Biden, sublinhou hoje que qualquer entrada de tropas russas em território ucraniano será considerada "uma invasão", após ter suscitado indignação de Kiev ao referir-se quarta-feira a uma "incursão reduzida" russa na Ucrânia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS