Guerra na Ucrânia - Clique aqui e veja os pontos essenciais
Info

Covid-19: CDS-PP quer conhecer relatórios das auditorias a lares com surtos

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 jan 2021 (Lusa) - O CDS-PP requereu hoje o relatório da auditoria ao surto de covid-19 no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz, bem como os documentos relativos a inspeções em outras instituições do género.

Em requerimentos enviados, através do parlamento, às ministras da Saúde e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, os deputados do CDS-PP pedem para ter acesso a "todos os relatórios de auditorias e inspeções realizadas", por determinação do Governo, "a surtos de covid-19 em lares e ERPI's [estruturas residenciais para idosos]".

No que toca especificamente ao surto do novo coronavírus que aconteceu em junho no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz, os centristas querem conhecer os relatórios das auditorias realizadas pela Inspeção-geral das Atividades em Saúde, pela Segurança Social e pela Inspeção-geral do Ministério do Trabalho Solidariedade e Segurança Social.

No requerimento, o CDS assinala que a determinação destas auditorias foi anunciada pelas ministras Marta Temido e Ana Mendes Godinho, mas, "até ao dia de hoje, não se conhecem os resultados".

"O CDS-PP entende que - a bem da transparência e para que se perceba o que aconteceu, podendo-se, daí, tirar conclusões e aprendizagens que possam evitar erros futuros -, é determinante que se conheçam as conclusões dos relatórios das várias auditorias e inspeções que vão sendo realizadas", salienta o partido.

Apontando que, apesar de o surto neste lar de Reguengos de Monsaraz ter sido "muito mediatizado" por ter "sido dos primeiros e de grande dimensão", os centristas alertam que "muitos outros surtos têm vindo a ocorrer em lares".

"O CDS-PP considera que é crítico que se possa agir antecipadamente por forma a prevenir e evitar a sua ocorrência, pelo que estes relatórios são uma ferramenta fundamental de aprendizagem", acrescentam.

O surto em Reguengos de Monsaraz foi detetado em 18 de junho, tendo provocado 162 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

A maior parte dos casos de infeção aconteceu no lar da FMIVPS, envolvendo 80 utentes e 26 profissionais, mas também 56 pessoas da comunidade foram atingidas, tendo morrido 18 pessoas (16 utentes e uma funcionária do lar e um homem da comunidade).

FM (SYM/RRL) // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Pelo menos três mortos em acidente com autocarro na A1

 Pelo menos três pessoas morreram, quatro ficaram feridas com gravidade e 26 com ferimentos ligeiros no acidente com um autocarro que se despistou esta manhã na A1, na zona da Mealhada, a caminho de Fátima, informou a Proteção Civil.

Atualizado 21-05-2022 12:17

Portugal com 23 casos confirmados de infeção pelo vírus 'monkeypox'

Mais nove casos de infeção pelo vírus 'monkeypox' foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), que aguarda resultados relativamente a outras amostras.

Serviços mínimos não estão garantidos e há ambulâncias do INEM paradas

Mais de uma dezena de ambulâncias do INEM estão paradas devido à greve da Função Pública, segundo o Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que revelou que o instituto não nomeou os elementos para garantir serviços mínimos, tarefa que o INEM diz não ser necessária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Festivais - Soam as guitarras