Info

Pedro Nuno Santos afirma que "se o Estado não fizesse o que fez a TAP falia"

Imagem RTP
| País
Porto Canal

Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas, apresenta o plano de reestruturação da TAP e afirma que o Governo "não poupou o privado de injetar dinheiro na TAP, uma vez que o privado não tinha dinheiro nem vontade de injetar na TAP" e indica ainda que "se o Estado não fizesse o que fez a TAP falia (...), o que seria desastroso para a economia nacional".

+ notícias: País

Covid-19: Portugal com 58.530 infeções, novo máximo diário, e 49 mortes

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Covid-19: Mais de 100 mil crianças e jovens isolados desde que recomeçaram as aulas

Mais de cem mil crianças e jovens testaram positivo ao SARS-CoV-2 desde que as aulas recomeçaram, a 10 de janeiro, e tanto pais como alunos alertam para problemas de aprendizagem com as aulas à distância.

Livro "Milhões a voar" critica injeção na TAP

O novo livro "Milhões a voar" de André Pinção Lucas e Carlos Guimarães Pinto, critica a injeção da TAP e desmonta sete falácias a favor do investimento público. Em declarações ao Porto Canal, André Pinção Lucas, autor do livro, considerou a TAP como "um novo banco com asas" e diz que o valor injetado é "chocante".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS