Info

Covid-19: Rússia e AstraZeneca vão fazer testes clínicos às duas vacinas em conjunto

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Moscovo, 11 dez 2020 (Lusa) -- A farmacêutica AstraZeneca e a Rússia anunciaram hoje a realização de ensaios clínicos para avaliar a segurança da utilização conjunta das duas vacinas que desenvolveram contra o novo coronavírus.

"Anunciamos um programa conjunto de ensaios clínicos para avaliar a segurança e imunogenicidade da combinação da ASD1222, desenvolvido pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, e a Sputnik V, desenvolvida pelo instituto de pesquisa Gamaleya", revelou em comunicado a filial da AstraZeneca na Rússia.

Segundo a mesma nota, os testes clínicos para o uso das duas vacinas em conjunto serão realizados em pessoas com 18 anos ou mais.

Os criadores da primeira vacina russa, a Sputnik V, dizem estar dispostos a partilhar a sua tecnologia com as empresas farmacêuticas internacionais Sanofi e GSK para as ajudar no processo de desenvolvimento da sua própria vacina.

"#SputnikV está disposta a compartilhar sua tecnologia com a Sanofi e a GSK para as ajudar a desenvolver a sua próxima vacina. Uma aliança de diferentes produtores é o caminho do futuro. Juntos, somos mais fortes", afirmou o Centro Gamaleya e o Fundo de Investimento Direto Russo na conta oficial da vacina russa na rede social Twitter.

Esta oferta de colaboração surgiu depois das duas farmacêuticas terem anunciado que a vacina contra covid-19 que estavam a desenvolver não estará pronta antes do final do próximo ano, ao contrário do que tinham previsto.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.570.398 mortos resultantes de mais de 68,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CC // SB

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Afeganistão: 98% da população desnutrida e 9 milhões de pessoas "à beira da fome" - Unicef

Roma, 18 jan 2022 (Lusa) -- A quase totalidade da população afegã (98%) não tem o suficiente para comer e 9 milhões de pessoas estão "desesperadas, à beira da fome", alertou hoje o porta-voz da Unicef de Itália, Andrea Lacomini.

Tribunal moçambicano condena líder de grupo de caça ilegal a 30 anos de prisão

Maputo, 18 jan 2022 (Lusa) -- O Tribunal Judicial da Província de Maputo condenou a 30 anos de prisão um homem que liderava um grupo de caça ilegal de animais em áreas de conservação moçambicanas e sul-africanas, anunciou hoje o Ministério da Terra e Ambiente de Moçambique.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS