Covid-19: EUA registam mais de 2.500 mortos e batem novo recorde diário de casos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Washington, 06 dez 2020 (Lusa) - Os Estados Unidos registaram 2.527 mortos e 229.859 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo recorde diário de casos, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Com este balanço, o número de óbitos desde o início da pandemia no país subiu para 281.121 e o de casos para 14.567.529.

O número de mortes excede as estimativas iniciais da Casa Branca, que projetava entre 100 mil e 240 mil óbitos.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, baixou essas estimativas e estava confiante de que o número final ficaria entre 50 mil a 60 mil mortos, embora mais tarde tenha previsto até 110 mil mortes, um número que também já foi largamente ultrapassado.

O Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington estima que até à altura em que Trump deixar a Casa Branca, a 20 de janeiro, 385 mil pessoas terão morrido, com o número a subir para 470 mil a 01 de março.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.519.213 mortos resultantes de mais de 65,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

JMC // JMC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

EUA reforçam ajuda militar a Kiev com 800 milhões de dólares

Os Estados Unidos (EUA) vão reforçar a ajuda militar à Ucrânia em quase 800 milhões de dólares (797 milhões de euros), disponibilizando pelo menos uma dúzia de 'drones' de vigilância Scan Eagle, segundo autoridades norte-americanas.

Ucrânia: Preço do gás com novo máximo devido a paragem anunciada no Nord Stream

O preço do gás europeu continuou esta sexta-feira a aumentar atingindo um novo recorde no encerramento, depois de ter sido anunciado que o fornecimento de gás através do gasoduto Nord Stream será interrompido durante três dias.

Monkeypox: EMA autoriza nova técnica para administrar vacina

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) aprovou, esta sexta-feira, a administração da vacina Imvanex de forma intradérmica (na pele). Até ao momento, a vacina estava apenas autorizada para injeção subcutânea (debaixo da pele). Como o novo método, será possível imunizar mais pessoas contra a também chamada varíola dos macacos.