Info

Covid-19: Angola com mais 146 novos casos e cinco mortes

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Luanda, 14 nov 2020 (Lusa) - Angola registou mais 146 infeções pelo novo coronavírus e cinco mortes, nas últimas 24 horas, num total de 13.374 casos e 322 óbitos, anunciou hoje o secretário de Estado angolano para a Saúde Pública, Franco Mufinda.

Dos novos casos, 128 foram notificados em Luanda, 16 em Benguela, um no Bengo e um no Cuanza Sul.

A doença foi diagnosticada em 96 pessoas de sexo masculino e 50 do sexo feminino, com idades de 1 a 81 anos.

Houve também registo de cinco mortes por covid-19, quatro homens e uma mulher, de 54, 57, 74, 74 e 75 anos, todos de nacionalidade angolana, bem como 19 pessoas recuperadas.

No total, foram já notificados 13.374 casos de covid-19 em Angola, dos quais 322 óbitos, 6.345 recuperados e 6.707 ativos, dos quais dez em estado crítico e 18 graves.

Foram processadas 190.111 amostras até à data, das quais 3.337 nas últimas 24 horas, com uma taxa diária de positividade de 4.4%.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.305.039 mortos resultantes de mais de 53,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Em África, há 46.836 mortos confirmados em mais de 1,9 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Angola regista 322 óbitos e 13.374 casos, seguindo-se Moçambique (110 mortos e 14.227 casos), Cabo Verde (102 mortos e 9.741 casos, Guiné Equatorial (85 mortos e 5.104 casos), Guiné-Bissau (43 mortos e 2.419 casos) e São Tomé e Príncipe (16 mortos e 963 casos).

  

RCR //JH

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Covid-19: OMS recomenda reforço com vacina da Pfizer em menores de 12 anos

Copenhaga, 21 jan 2022 (Lusa)- O comité de peritos assessor da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou hoje que seja alargada a administração de uma dose reduzida da vacina da Pfizer-BioNTech contra a covid-19 a crianças dos 5 aos 11 anos.

Nuclear: Irão negoceia com Rússia extensão de central em Bushehr

Teerão, 21 jan 2022 (Lusa) -- O Irão está a negociar com a Rússia a construção de duas novas unidades de produção na única central nuclear do país, anunciou hoje um funcionário da Organização de Energia Atómica (AEIO) do país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.